ESTILO DE VIDA

Conheça os sintomas do Alzheimer

Além de afetar a memória, o Alzheimer pode trazer outras complicações à vida de quem é afetado pelo transtorno. Saiba mais sobre os sintomas.

None
FOTO: Shutterstock.com

por Redação Alto Astral
Publicado em 09/08/2016 às 19:02
Atualizado às 21:01

COMPARTILHEShare to WhatsappShare to FacebookShare to LinkedinShare to TwitterShare to Pinteres

Os sintomas do Alzheimer, a gravidade deles e a velocidade em que surgem variam em cada paciente. Porém, os sintomas mais comuns são:

  • Perda de memória, especialmente de acontecimentos mais recentes;
  • Confusão mental e desorientação;
  • Dificuldade em executar tarefas cotidianas, como banhar-se e cozinhar;
  • Problemas de linguagem e comunicação, associados à dificuldade de compreensão da fala e da escrita;
  • Repetição de falas ou tarefas, devido ao esquecimento constante;
  • Mudanças bruscas do humor sem razão aparente;
  • Alteração na personalidade;
  • Desinteresse pelas atividades habituais, que antes davam prazer;
  • Dificuldade em reconhecer familiares e amigos;
  • Perda de peso;
  • Incontinência urinária e fecal;
  • Distúrbios do sono.
Alzheimer

FOTO: Shutterstock.com

Boas notícias

O grande número de pessoas afetadas pelo Alzheimer facilitou o avanço em pesquisas. Cada vez mais descobertas têm colaborado para a prevenção, tratamento e até possível cura do distúrbio. Até pouco tempo atrás, acreditava-se que a degeneração do cérebro causada pelo Alzheimer era totalmente irreversível.

Porém, cientistas da Universidade de Toronto, no Canadá, fizeram uso de uma técnica chamada de Estimulação Cerebral Profunda, que utiliza eletrodos no crânio, e conseguiram reverter a deterioração da área associada à memória em dois pacientes.

Além disso, essa região do cérebro também voltou a crescer. “O transtorno não tem cura, mas tem tratamento. Há 20 anos, quando não fazíamos nada para tratar a doença, os pacientes morriam em cinco anos, em média. Hoje, eles vivem até 15, 20, e muito bem”, afirma o geriatra Norton Sayeg.

Alzheimer em números

A avaliação clínica e os exames chegam ao diagnóstico correto em cerca de 90% dos casos. Porém, segundo dados da organização Alzheimer’s Disease International, mais de 75% das pessoas com o distúrbio no mundo não foram diagnosticadas ainda.

Veja mais:

Alzheimer: quando a memória se perde

8 hábitos que previnem ou causam Alzheimer

Alzheimer: 5 verdades sobre a doença

Texto e entrevistas: Natália Negretti – Edição: Augusto Biason/Colaborador