Conheça o caminho para alimentação saudável!

Aprenda como seguir uma alimentação mais saudável e diversa, em que você é o protagonista da sua história com dicas de os profissionais!

None
Foto: iStock.com/Getty Images

por Redação Alto Astral
Publicado em 22/07/2016 às 17:37
Atualizado às 21:02

COMPARTILHEShare to WhatsappShare to FacebookShare to LinkedinShare to TwitterShare to Pinteres

Você tem duas estradas para seguir: de um lado, rótulos que guiam a sua alimentação, com promessas de que aquele produto é a melhor escolha para a sua saú­de; de outro, você, olhando os ingredientes, enten­dendo o que cada um significa, o que cabe no seu cardápio e aquilo que deve ficar de fora. Qual desses é o melhor percurso para uma alimentação saudável?

mulher decidindo o que comer

Foto: iStock.com/Getty Images

O caminho da roça

Para fazer bem para a saúde do corpo e do bolso, é bacana investir em alimentos frescos, de safra e que você encontra em feiras! Além disso, Felipe Monnerat, nutricionista e personal trainer, destaca: “é consenso que não devem faltar no prato do brasileiro, frutas, legumes e verduras”. Isso porque, de acordo com o IBGE, cerca de 82% da população ingere menos de 400g de frutas e hortaliças por dia, a quantidade ideal para uma boa nutrição.

Fazer a feira já é meio caminho andado. O problema é quando chega aos supermercados: “os alimentos industrializados geralmente possuem grandes quantidades de açúcar e sódio (sal), que é o conservante universal. Isso pode trazer dificuldades no controle da pressão arterial em hipertensos ou desencadear a doença em pessoas com predisposição”, aponta Felipe.

Não saia da rota!

Mas, calma! Nem tudo que está a seu alcance nas prateleiras é considerado ruim. “Felizmente, já existem diversas marcas no mercado com o compromisso de fazer comida industrializada sem aditivos químicos prejudiciais à saúde, sendo o mais próximo possível do natural”, destaca a nutricionista Carolina Arbache. Ou seja, quanto menos processado o alimento é, mais próximo da sua versão natural, melhor! Para isso, os alimentos podem ser definidos em três tipos: in natura, processados e ultraprocessados.

alimentos in natura, processados e ultraprocessados

Imagem: Editora Alto Astral

Dicas para uma alimentação mais diversa e saudável:

  • Exclua alimentos ultraprocessados da alimentação cotidiana.
  • Dê preferência a alimentos o mais natural possível.
  • Leia rótulos e evite ingredientes com nomes estranhos.
  • Planeje-se para não apelar para alimentos ultraprocessados: prepare o molho de tomate em casa, congele para as próximas vezes e carregue snacks saudáveis com você, por exemplo.
  • A marmita é uma grande aliada da alimentação saudável. Se não der para preparar na hora, congele.
  • Prefira sucos naturais e, se não for possível, utilize polpas de frutas (puras) congeladas, mas sem excesso, ok? Fruta sempre é melhor que o suco, devido às fibras alimentares!
  • Evite temperos prontos, óleo de cozinha refinado, shoyu com glutamato e corante.
  • Busque auxílio de um profissional da nutrição para um plano alimentar individualizado e esteja com os exames sempre em dia.

Saiba mais:

Alimentação saudável ajuda a prevenir câncer

Entrevista: Alimentação saudável com Flavio Passos

5 Dicas para incluir legumes na sua alimentação

Consultoria Felipe Monnerat, nutricionista e personal trainer; Carolina Arbache, nutricionista do e-commerce Natue 

ASSINE NOSSA NEWSLETTER

Ao assinar nossa newsletter, você concorda com os termos de uso do site.