Como preparar couve: dicas para usufruir ao máximo dela!

A couve é uma verdura superversátil e pode ser preparada de inúmeras maneiras diferentes, para agradar até os paladares mais exigentes!

None
couve

por Redação Alto Astral
Publicado em 23/02/2017 às 13:26
Atualizado às 13:31

COMPARTILHEShare to WhatsappShare to FacebookShare to LinkedinShare to TwitterShare to Pinteres

Com folhas vistosas, verdes e oferecendo uma versatilidade incrível para a preparação de pratos saborosos e repletos de saúde, a couve, certamente, é uma das verduras que mais se destacam no meio nutricional. As suas propriedades, fortemente destacadas nas matérias anteriores, desempenham ações benéficas para todo o organismo, fator que faz dela um superalimento. Então, para não perder nenhum benefício oferecido por ela, aproveite as dicas a seguir de como preparar couve e bom apetite!

couve

A maneira com qual você higieniza, armazena e prepara a sua couve influencia diretamente no seu efeito na saúde. FOTO: Istock.com/GettyImages

A atenção já começa na feira

Para selecionar a couve que vai levar para casa, opte por aquelas com as folhas mais verdes e inteiras – as amareladas e com buraquinhos devem ser deixadas de lado. Dessa forma, tanto as propriedades quanto o próprio alimento têm uma durabilidade maior.

Como devo guardar a couve?

Ela precisa sempre ser armazenada na geladeira, para que as folhas não murchem facilmente. Já se a quantidade comprada foi grande e você não quer perder as folhas, uma boa dica é congelá-las. A melhor maneira de fazer isso é aplicando uma espécie de “choque térmico”, como explica a nutricionista Mariele Mercato. “O processo consiste em jogar a folha em água fervente por alguns segundos e depois passar pela água gelada”.

couve

A versatilidade da couve oferece uma grande possibilidade de preparo do alimento no dia a dia. FOTO: Istock.com/GettyImages

Higienização: um passo fundamental

Por conta da agressividade com a qual os agrotóxicos atuam no organismo, é sempre recomendado optar pela couve orgânica que, embora seja um pouco mais cara, não oferece riscos à saúde – em excesso, os agrotóxicos podem desencadear deficiências neurológicas diversas, alguns tipos de câncer, alterações no sistema nervoso, esterilidade masculina, dentre outros problemas. Em relação à lavagem do alimento, o ideal é esfregar delicadamente cada folha em água corrente e, posteriormente, deixá-las de molho por algumas horas em uma solução composta por 1 litro de água e 1 colher (café) de água sanitária, já que, dessa forma, possíveis micro-organismos presentes nelas são eliminados. Na parte de hortifrúti dos supermercados, por exemplo, pode-se encontrar soluções prontas e próprias para esse tipo de limpeza. Vale escolher o que for mais prático e aderir ao dia a dia essa limpeza mais segura e eficaz dos seus alimentos!

Facilite seu dia a dia!

*As folhas da couve são ótimas para o preparo de massas verdes, na composição de sucos, refogadas e em saladas. A estrutura dela possibilita que o sabor fique ainda mais evidente.

*Falando em refogada, uma boa pedida é couve “abafadinha” com azeite, alho e pimenta do reino. A receita pode acompanhar desde uma feijoada até um prato mais leve.

*As folhas podem ser rasgadas quando seu destino é o liquidificador, ou picadas em tiras bem finas na salada. Tanto no suco como na salada, o limão é um ótimo casamento.

*Outra opção para deixar a rotina mais rápida é preparar gelos de couve, os quais podem ser acrescentados aos sucos com ou sem a folha de couve fresca. Para preparar, rasgue as folhas já limpas e sem os talos e leve ao liquidificador, com água suficiente para cobri-las. Bata até ficar homogêneo. “Essa pasta não deve ser nem muito grossa, nem muito rala. Em seguida, é só colocar o preparo nas forminhas de gelo e congelar”, ensina Mariele.

LEIA TAMBÉM

Consultoria:  Mariele Mercato, nutricionista

ASSINE NOSSA NEWSLETTER

Ao assinar nossa newsletter, você concorda com os termos de uso do site.