ESTILO DE VIDA

Aprenda como preparar águas funcionais e ganhe mais saúde na sua rotina!

Os benefícios conquistados por quem consome as águas funcionais podem ser muitos: mais nutrientes, sabor e qualidade nas receitas. A seguir, aprenda como preparar águas funcionais para potencializar os ganhos e aposte nessas bebidas para ter mais saúde!

None
Poderosas aliadas da saúde, as águas funcionais podem ser preparadas de uma maneira simples e contribuir em diversos aspectos da saúde! FOTO: Shutterstock.com

por Redação Alto Astral
Publicado em 31/12/2017 às 09:00
Atualizado às 09:00

COMPARTILHEShare to WhatsappShare to FacebookShare to LinkedinShare to TwitterShare to Pinteres

A velha e conhecida água dispara no topo da lista quando se trata de benefícios. “Ela é essencial à vida, contribui e participa de muitas funções no organismo. Sua ingestão diária é crucial para a saúde”, afirma a nutricionista Gabriela Marcelino. Você sabia que é possível deixá-la ainda mais nutritiva? Aprenda como preparar águas funcionais para incluir na sua dieta, suco e, até mesmo, tomar pura! Elas podem ser feitas com diferentes legumes e frutas. Escolha sua versão preferida e encha o copo de saúde!

Como preparar?

Não existe segredo na hora de fazê-las. Basta cortar o alimento desejado em rodelas e deixá-lo imerso dentro de 1 copo (250ml) de água durante 12h, no período da noite, por exemplo. Depois, é só consumir a água ou utilizá-la para preparar sucos.

Principais benefícios e representantes

  • Água de limão: essa fruta é capaz de livrar o organismo das toxinas produzidas pela ação da poluição, do sol, dos alimentos industrializados, entre outros fatores. “Temos uma maior quantidade de toxinas estocadas no tecido adiposo e, quando elas são eliminadas, fica mais fácil emagrecer e reduzir processos inflamatórios”, explica a nutricionista Carolina Paz. Para preparar a água de limão, esprema 1 limão em 1 copo (250ml) de água e beba em seguida, em jejum.

  • Água de berinjela: Há mil e uma formas de fazer da berinjela uma parceira da dieta sem que você precise comer apenas esse vegetal durante as refeições. Segundo especialistas, a dica é incorporar o legume  em um cardápio balanceado durante momentos estratégicos do dia. Uma maneira, por exemplo, de aproveitar todos os benefícios nutricionais do alimento é consumir a chamada água da berinjela. “Essa água rica em fibras também tem um ótimo poder diurético, além de limpar o sangue”, explica a nutricionista e farmacêutica Lucyanna Kalluf. Para prepará-la, a profissional dá a receita: deixe 1/2 berinjela picada de molho em 1 copo (250ml) de água durante a noite. Ao acordar, retire o legume e consuma a sua água em jejum

  • Água de gengibre: “Desde antigamente, o gengibre é utilizado para combater, tratar e aliviar diferentes queixas e sintomas. Ultimamente, também tem sido usado por quem procura um corpo mais esbelto, graças à sua ação termogênica, aquela de aumentar o metabolismo e fazer com que o organismo consuma mais calorias que usualmente gastaria, reduzindo, assim, o peso e a gordura corporal”, explica a nutricionista Stéphanie Robi. E, quando o sistema digestivo funciona normalmente, processa a comida ingerida com eficiência, resultando em emagrecimento por causa da aceleração do metabolismo. Era esse o mecanismo na qual se acreditava que o gengibre auxiliava na perda de peso. Porém, um estudo feito na Universidade de Columbia com 10 homens adultos saudáveis, mas com excesso de peso, comprovou uma forma diferente de perder peso com a raiz. Eles tomaram água de gengibre, preparada com 2g de pó de gengibre seco, no café da manhã e em dias alternados. Enquanto isso, os pesquisadores monitoraram a sensação de fome durante os dias em que eles tomaram ou não a bebida e também as calorias queimadas. Os resultados mostraram que o gengibre teve efeito significativo sobre a sensação de saciedade: ele suprimiu o apetite! A bebida se mostrou eficaz ao evitar a ingestão de mais calorias, contribuindo para a redução dos ponteiros na balança.

Texto: Redação Alto Astral | Consultoria:  Carolina Paz, Gabriela Marcelino e Stéphanie Robi, nutricionistas; Lucyanna Kalluf, nutricionista e farmacêutica

LEIA TAMBÉM: