Como lidar com cansaço físico em excesso

Cuidado: em alguns casos, a fadiga pode ser sinal de uma doença mais séria! Saiba como diferenciar o cansaço em excesso de problemas graves de saúde

None
Istock

por Redação Alto Astral
Publicado em 11/05/2016 às 09:00
Atualizado às 21:03

COMPARTILHEShare to WhatsappShare to FacebookShare to LinkedinShare to TwitterShare to Pinteres

Muitas vezes, o cansaço é visto como resultado da correria do dia a dia. Mas, em alguns casos, ele não tem relação com esses problemas do cotidiano. Quando a fadiga se torna excessiva e vem acompanhada por outros sintomas, como dores musculares, falta de ar e irritabilidade, ela pode ser um alerta de que alguma coisa não vai bem com o organismo. Nessa situação, é importante consultar um médico.

Como lidar com cansaço físico em excesso

Shutterstock

Como diferenciar o tipo de cansaço

Mas, afinal, como saber se você está com um simples cansaço, decorrente de uma rotina atribulada, ou se isso é sintoma de uma doença mais séria? “A diferenciação se dá pela persistência, associação de outros sinais e a não melhora com o simples ato de descansar”, esclarece Cláudio Miguel Rufino, clínico geral.

Doenças por trás do cansaço

O especialista descreve os principais problemas que podem estar por trás do cansaço excessivo:

Anemia

É a falta de ferro no organismo, causando cansaço, falta de ar, queda de cabelo, inchaço das pernas e sonolência. Através de exames médicos, pode-se fazer o tratamento correto.

Saiba mais:

10 sinais de que você não está tendo um bom sono

Exercícios noturnos podem atrapalhar o sono

Depressão

Expressa-se através do cansaço, irritabilidade, falta de produtividade e interesse, tristeza e sonolência excessiva. Só um médico pode diagnosticá-la e indicar o melhor tratamento, que passa por mudanças nos hábitos diários e até prescrição de antidepressivos.

Doença cardíaca

O coração não consegue bombear a quantidade de sangue necessária para o organismo. Por isso, os músculos não recebem a adequada nutrição, o que provoca cansaço e falta de ar. Deve-se procurar um médico para o tratamento.

Doença pulmonar

Pode ser a causa do cansaço excessivo e está bastante relacionada ao tabagismo, sendo que o pulmão não consegue oxigenar todos os tecidos. A primeira recomendação é parar de fumar.

Diabete

Quem não o tem sob controle pode ficar desidratada, urinar demais e perder massa magra, o que causa a fadiga. É importante controlar a glicemia.

Como lidar com cansaço físico em excesso

Istock

Distúrbio da tireoide

Doenças como hipotireoidismo (baixa produção de hormônios) e hipertireoidismo (produção excessiva de hormônios) podem ser a causa do cansaço, ganho ou perda de peso. Depois do diagnóstico, é feito o equilíbrio de hormônios da tireoide.

Infecção

Ao combatê-la, há um esgotamento físico, mas esse cansaço está normalmente associado a febre e calafrios. O tratamento depende do local da infecção e do agente causador (vírus, bactéria ou fungo).

Mande a preguiça embora!

Praticar um esporte regularmente também ajuda a dar mais ânimo. “A atividade física melhora a oxigenação dos tecidos  e do cérebro, e libera endorfinas, que são substâncias ativas excitatórias cerebrais”, explica a nutróloga Sylvana Braga.

O melhor exercício é a caminhada, mas a corrida, natação, bicicleta e outras atividades aeróbicas também são excelentes. “Exercícios prazerosos, como a dança, o circo e o teatro, também liberam substâncias proativas cerebrais, como a serotonina”, completa.

Consultoria: Cláudio Miguel Rufino, clínico geral da Unifesp (Universidade Federal de São Paulo). Fone: (11) 5083-8222; Sylvana Braga, nutróloga, especialista em prática ortomolecular e autora do livro Dieta Ortomolecular, o segredo de rejuvenescer em total harmonia, pela editora Novo Século.

ASSINE NOSSA NEWSLETTER

Ao assinar nossa newsletter, você concorda com os termos de uso do site.