Como evitar e curar a ressaca

Cuide do seu estômago e passe o Natal e o Réveillon uma boa

None

por Redação Alto Astral
Publicado em 31/12/2012 às 08:00
Atualizado às 10:24

COMPARTILHEShare to WhatsappShare to FacebookShare to LinkedinShare to TwitterShare to Pinteres

Peru, pernil, tender, vinho, champanhe… São tantas as delícias nas festas de fim de ano que fica difícil resistir. O problema, geralmente, aparece no dia seguinte, quando o estômago reclama de tanto abuso. Se você exagerou no Natal e quer começar 2013 sem mal-estar, siga as dicas de um especialista:

Ressaca

A ressaca é a sensação de mal-estar devido à desidratação ocorrida após uma ingestão de grande quantidade de álcool. Se você não pensou no dia seguinte e bebeu tudo o que tinha direito, é preciso ingerir muito líquido para se recompor.

Em alguns casos, quando os efeitos são muito intensos, o melhor é procurar um médico para lhe indicar o remédio adequado. “Medicamentos que ajudam o esvaziamento gástrico e combatem a hiperacidez e a gastrite causada pelo excesso de álcool ajudam a curar a ressaca”, explica Bruno Zilberstein, gastroenterologista.

Para evitar a ressaca, além de beber moderadamente, tome muito suco e água durante o período em que estiver ingerindo álcool.

Champagne estourando

Foto: Thinkstock/Getty Images

Azia

Esse também é outro problema comum ocasionado pelo consumo exagerado, dessa vez, de alimentos gordurosos. O principal sintoma é o gosto azedo na boca.  Se for ocasional, pode ser causada por excesso de acidez no estômago, refluxo do conteúdo do estômago para o esôfago, ingestão excessiva de alimentos muito doces ou gordurosos ou, ainda, de álcool.

Mas se for recorrente, pode indicar algumas doenças do esôfago, do estômago ou da vesícula biliar como gastrite, úlcera, hérnia de hiato, esofagite de refluxo, pedra vesicular biliar e até doenças mais graves, como câncer do estômago. “Tudo depende do tempo e de outros sintomas concomitantes”, explica Bruno Zilberstein, gastroenterologista.

Queimação

Há diferença entre esse problema digestivo e a azia. A queimação é uma sensação de calor e ardor na boca do estômago ou no peito. “Muitos pacientes confundem esses sintomas e se referem à azia no lugar da queimação, que de fato sentem”, relata o especialista.

Como cuidar

O melhor é sempre se controlar, evitando abusar de café, álcool e comidas pesadas ou gordurosas. Mas quando esses males típicos das festas de fim de ano aparecem, o médico aconselha: “tomar bastante água é sempre um bom remédio e, quando isso não adianta, tem que tomar antiácido”.

O especialista também indica algumas soluções simples, inclusive caseiras, que podem ajudar no combate a esses problemas:

• Bebidas isotônicas (tipo Gatorade);

• Sucos de frutas não ácidas, como pêssego e melão;

• Chá de erva-doce: é hidratante e calmante;

• Suco de batata: lave algumas batatas e descasque-as. Em seguida, passe-as no ralador e esprema a massa obtida. Beba um pouco do líquido que sairá da massa três vezes ao dia.

• Suco de cenoura: bata 1 cenoura limpa picada no liquidificador junto com 1 xícara (chá) de água. Coe e beba.

• Bicarbonato de sódio: combate a hiperacidez momentaneamente e elimina os gases que se formam pela fermentação excessiva dos alimentos ingeridos. Mas cuidado: “ele leva à formação de gastrite irritativa que se torna persistente com o tempo, obrigando o indivíduo a recorrer sempre a esse artifício”, alerta o médico.

Consultoria: Bruno Zilberstein, gastroenterologista e diretor do Serviço de Cirurgia Bariátrica do Hospital Bandeirantes, em São Paulo.

ASSINE NOSSA NEWSLETTER

Ao assinar nossa newsletter, você concorda com os termos de uso do site.