ESTILO DE VIDA

Por que a enxaqueca se manifesta?

A enxaqueca costuma atingir mais as mulheres do que os homens, mas podem ser tratadas com medicamentos. Descubra porque a doença ocorre.

None
FOTO: Shutterstock Image

por Redação Alto Astral
Publicado em 15/08/2016 às 19:19
Atualizado às 21:00

COMPARTILHEShare to WhatsappShare to FacebookShare to LinkedinShare to TwitterShare to Pinteres

A enxaqueca pode se manifestar de várias formas. Geralmente, é uma dor latejante, mas também pode ser uma pressão ou um peso. Costuma atacar um dos lados do crânio, porém, em alguns casos, pode tomá-lo por inteiro.

Para explicar a origem da enxaqueca, imagine que o paciente seria portador de uma deficiência na função de um neurotransmissor denominado serotonina e teria ainda um cérebro supersensível por conta da diminuição da concentração do íon magnésio existente dentro dos neurônios. Isso resultaria na redução dos analgésicos naturais do cérebro, as endorfinas, o que explicaria a maior sensibilidade à dor.

A enxaqueca causa dores fortes de cabeça

FOTO: Shutterstock Image

Por que temos enxaqueca?

1. Com o aumento da sensibilidade na região, a presença de substâncias desencadeantes, como o aspartato e o glutamato, geraria ativações anormais e exageradas das funções nervosas, o que também contribuiria para o início de uma crise de enxaqueca.

SAIBA MAIS:

Mitos e verdades sobre a dor de cabeça

5 dúvidas sobre medicamentos para dor de cabeça

Os tipos de dores de cabeça que mais afetam os brasileiros

2. Somado a isso, fatores externos, como uma noite maldormida ou a ingestão de determinados alimentos, podem levar a uma cascata de fenômenos elétricos e químicos no cérebro que provocariam alterações nos nervos, nas substâncias químicas e nos vasos sanguíneos.

3. Como resultado, parece ocorrer a inflamação e a dilatação das artérias localizadas nas meninges e fora do crânio, abaixo do couro cabeludo.

4. Esse processo acarretaria uma sensação insuportável de dor.

Fonte: livro “Doenças do Cérebro com tratamento eficaz – Enxaqueca”, de Abouch Valenty Krymchantowski, Editora Campus