ESTILO DE VIDA

Veja como você pode como conviver com escoliose e levar uma vida normal!

Observe os sintomas e procure ajuda rapidamente para evitar complicações. Para ajudar, confira como conviver com escoliose!

None
Se não for tratada, a curvatura da coluna vai aumentando com o tempo. FOTO: shutterstock.com

por Redação Alto Astral
Publicado em 02/11/2017 às 11:00
Atualizado às 16:45

COMPARTILHEShare to WhatsappShare to FacebookShare to LinkedinShare to TwitterShare to Pinteres

Escoliose é uma deformidade na coluna vertebral, uma curvatura no sentido horizontal, para a esquerda ou para a direita. “A escoliose pode ser dividida em dois tipos, de acordo com sua origem: uma é a escoliose desenvolvida na infância, no estirão do crescimento, e aparece aos 10 anos de idade, aproximadamente, podendo ser antes em alguns casos ou mesmo depois (adolescência). É chamada de escoliose congênita e não há necessariamente doença adquirida que a provoque. A outra é a escoliose degenerativa, que aparece em pessoas mais idosas, decorrente de alterações nos discos intervertebrais, da degeneração das articulações da coluna (facetas articulares) ou do escorregamento das vértebras (espondilolisteses)”, destaca o neurocirurgiões Marco Prist. Mas, afinal, como é possível conviver com escoliose?

dor

Para não confundir a doença com outros problemas, fique atenta ao local da dor. FOTO: Shutterstock

Principais sintomas

Antes de mais nada, atente-se aos sinais. O principal sintoma das escolioses é dor na coluna lombar ou dorsal, decorrente do estresse da musculatura paravertebral que fica sobrecarregada pela postura inadequada. Quem pode ter? Qualquer pessoa, independentemente da idade. O diagnóstico é feito por meio de  um exame clínico e também de radiografias e tomografias da coluna.

pilates

O pilates colabora para melhorar o quadro da dor, refletindo principalmente em suas atividades diárias. FOTO: pixabay.com

Vivendo com problema

Para amenizar os sintomas da doença você deve apostar nas famosas terapias alternativas, que procuram solucionar o problema de forma completa. Essas técnicas entendem a dor como algo que afeta não apenas uma região, mas o corpo inteiro, e que é consequência de uma série de fatores e, por isso, deve ser estudada e tratada para além do desconforto localizado. A consulta com um profissional especializado é essencial para o diagnóstico, mas no que diz respeito ao tratamento, o paciente deve ser encaminhado para o método que será mais apropriado para o seu problema, não tendo necessariamente que se submeter ao uso de medicamentos. Abaixo, você confere quatro tratamentos:

  • Quiropraxia
  • Acupuntura
  • Osteopatia
  • Pilates
suco

Aposte nos alimentos em sua forma natural para prevenir as dores nas costas. FOTO: shutterstock.com

Bebidas poderosas

Alguns alimentos são capazes de contribuir com a saúde do organismo e afastar as inflamações que causam as dores e desconfortos. “A grande maioria das frutas, verduras e legumes podem ser considerados alimentos anti-inflamatórios. Além de esses ingredientes combaterem a for, nutrem, estimulam o corpo e regulam a flora intestinal, pois são ricos em fibras solúveis e insolúveis”, explica a nutróloga Lenina Matioli.

Texto Redação Alto Astral | Consultoria Lenina Matioli, nutróloga; Marco Prist,  neurocirurgião

Leia também: