ESTILO DE VIDA

Massa magra: o que é e dicas para aumentar a sua!

Sabia que as proteínas, tanto vegetais quanto animais, podem ajudar no ganho de massa magra e, com isso, tornear o corpo e turbinar ainda mais sua saúde?

None
Shutterstock

por Redação Alto Astral
Publicado em 08/08/2016 às 19:19
Atualizado às 21:01

COMPARTILHEShare to WhatsappShare to FacebookShare to LinkedinShare to TwitterShare to Pinteres

Segundo o educador físico Thiago Martinez, os exercícios são essenciais para a obtenção da massa magra, sendo que tanto os exercícios aeróbicos quanto a musculação, quando combinados, possibilitam este e muitos outros benefícios. “A musculação contribui para o ganho de massa muscular, força e resistência localizada, tendo assim, como consequência, o ganho de massa óssea, que previne a osteoporose e a perda de função motora”, explica o profissional.

como-ganhar-massa-magra-barriga-definida

FOTO: Shutterstock

Saiba mais!

5 passos para emagrecer sem sofrer

Alimentos que afinam a cintura

3 exercícios aeróbicos para emagrecer rápido

Mantenha o fôlego!

Além da musculação, as atividades aeróbicas também promovem muitos ganhos à saúde. “Elas são essenciais para as questões cardíacas e de resistência muscular, contribuindo para a prevenção de doenças por meio da melhora do sistema imunológico, da vitalidade e da energia”, completa Martinez.

O ideal é combinar a musculação com a caminhada, por exemplo, dois tipos distintos de exercícios, contando sempre com a ajuda de um educador físico. É esse profissional que pode avaliar quais são as melhores atividades para que você possa alcançar o seu objetivo com segurança e saúde.

como-ganhar-massa-magra

FOTO: Shutterstock

Ganhe massa magra com a alimentação

É por meio de bons hábitos alimentares que o corpo obtém energia para o bom funcionamento de todos os órgãos, bem como para ajudar na tonificação dos músculos. “As proteínas são essenciais para o crescimento e manutenção dos componentes do organismo. Todos os tecidos, nervos, músculos, órgãos internos, pele, cabelos e unhas são dependentes de proteína”, esclarece a nutricionista Patrícia Davidson.

Porém, há algumas restrições para conciliar o consumo desse tipo de alimento aos benefícios das atividades físicas. Se possível, optar sempre pelas proteínas consideradas magras, tais como filé de peixe, peito de peru ou frango, e também carnes bovinas com baixo teor de gordura.

Consultoria Patrícia Davidson, nutricionista; Thiago Martinez, educador físico