ESTILO DE VIDA

Como a ansiedade se reflete no corpo humano

Durante uma crise de ansiedade, o corpo inteiro reage, deixando o indivíduo em constante estado de alerta. Conheça os reflexos mais comuns do corpo.

None
IMAGEM: Shutterstock.com

por Redação Alto Astral
Publicado em 12/08/2016 às 19:44
Atualizado às 21:00

COMPARTILHEShare to WhatsappShare to FacebookShare to LinkedinShare to TwitterShare to Pinteres

Quando uma crise de ansiedade é desencadeada, o organismo inteiro sente e reage. “Qualquer reação emocional que se expresse em manifestações físicas, como são as reações de ansiedade, tem neurotransmissores envolvidos”, afirma Bernard Miodownik. Alguns sintomas são mais perceptíveis em umas pessoas do que em outras, mas, de forma geral, os principais sinais de que algo não está bem são:

Suor frio

A sudorese em excesso pode ocorrer mesmo se o clima estiver ameno. A estimulação do sistema nervoso simpático faz as glândulas sudoríparas produzirem maior quantidade de suor, que pode ser generalizada ou concentrada em partes do corpo, como as mãos.

Coração acelerado

coração ansiedade

IMAGEM: Shutterstock.com

Em um dos sintomas mais comuns durante a crise de ansiedade, o coração dispara devido ao aumento do metabolismo, acelerando todo o sistema cardiovascular. Também podem ocorrer dores no peito, que muitas pessoas chegam a confundir com um taquicardia.

Compulsão alimentar

Quando a ansiedade é intensa, pode surgir a vontade se comer alimentos com alto valor calórico, como chocolate e frituras. Momentaneamente, consumir tais alimentos realmente causa um efeito relaxante, já que liberam na corrente sanguínea substâncias que geram prazer e relaxamento, como o açúcar. Contudo, a longo prazo, a má alimentação prejudica a saúde, além de promover o aumento de peso.

Cérebro em transe

Ao sinalizar uma situação de ameaça, o cérebro foca em deixar todo o organismo emestado de alerta. Por causa disso, outras funções cerebrais podem ser “esquecidas”. Por exemplo, falhas de memória e dificuldade de concentração podem se tornar rotineiras em quem tem transtornos de ansiedade.

Respiração ofegante

Com o metabolismo acelerado, a frequência respiratória também aumenta, tornando a respiração curta. Neste momento, pode ocorrer até falta de ar. Para amenizar, é importante utilizar técnicas de relaxamento, como respirar fundo e soltar o ar lentamente.

Tremores

As mãos são os primeiros lugares a se notar tremores. Geralmente associados a crises de nervosismo, também ocorrem no momento de ansiedade. Arrepios ainda podem afetar o corpo todo.

Tensão

Estar em alerta significa para o corpo deixar os músculos tensos, o que pode acarretar dores. Algumas regiões são mais suscetíveis, como ombros e pescoço. A ansiedade também é a principal causa de bruxismo (tensão no maxilar).

Veja mais:

Como a ansiedade afeta o cérebro?

Saiba mais sobre o transtorno de ansiedade

Ansiedade: tire todas as suas dúvidas sobre o tema

Consultorias: Bernard Miodownik, psiquiatra do Hospital São Vicente de Paulo, no Rio de Janeiro (RJ); Ervin Cotrik, psiquiatra.

Texto: Natália Negretti – Entrevista: Giovane Rocha/Colaborador – Edição: Augusto Biason/Colaborador