Adestrar cachorros: mitos e verdades sobre as técnicas

Seu cachorro precisa aprender a se comportar? Quer adestrar um cão em casa? Confira mitos e verdades sobre como adestrar cachorros e ajude seu pet!

None
Ensine o cão desde cedo a ter bom comportamento | Foto: Shutterstock

por Redação Alto Astral
Publicado em 22/06/2017 às 10:49
Atualizado às 13:04

COMPARTILHEShare to WhatsappShare to FacebookShare to LinkedinShare to TwitterShare to Pinteres

Criar uma comunicação eficiente para ter um cachorro calmo e educado é possível, desde que você não caia nos mitos do adestramento de cães. Para ser bem-sucedida nesse treinamento, é importante seguir apenas as técnicas eficazes, estabelecendo uma relação adequada para que o animal possa compreender e respeitar as ordens do seu tutor. Descubra quais são as que realmente funcionam para adestrar cachorros e incentivar as atitudes positivas dos pets com as orientações de veterinários especializados em comportamento canino do Vet Quality Centro Veterinário 24h.

Preciso de um adestrador profissional

Mito. “Não é preciso contratar um adestrador profissional para ensinar os ‘truques’ mais simples para os cães, como sentar e ficar, embora o investimento em algumas aulas para que você possa dar continuidade seja uma boa opção. Agora, para resolver problemas temperamentais, como medo e agressividade caninos, é recomendado contratar um especialista para que ele receba um tratamento adequado.”

É possível adestrar cachorros filhotes

Verdade. “É possível e recomendado começar o treinamento dos animais de estimação quando eles ainda são pequenos, mas lembre-se que eles possuem uma capacidade limitada de aprendizado e concentração nessa fase. Desde o início, ensine-o o próprio nome, chamando-o e associando a resposta a um carinho ou um brinquedo. Já nos primeiros meses, o que você pode fazer é não dar atenção para os hábitos indesejados, como latir ou chorar, e ajudá-lo a se ambientar ao local onde deve fazer as necessidades, levando-o até lá a cada duas horas e após as refeições.”

Bater no cachorro é uma forma de adestrar

Mito. “Pelo contrário, bater e ameaçar são as piores atitudes que você pode ao tentar adestrar cachorros. Bater no animal, principalmente quando você está com raiva, pode machucá-lo e torná-lo agressivo com outras pessoas. Agredir o seu cachorro pode torná-lo hostil. A punição ideal para os cães deve ser feita apenas quando você flagrá-lo fazendo algo indesejado, bastando causar um pequeno susto e desconforto, como levantá-lo pela pele atrás do pescoço (o cangote), bater palmas ou mesmo com um borrifador de água (uma boa opção caso você tenha mais de um pet em casa), dependendo do perfil do seu cão.”

Deixar o cachorro de castigo do lado de fora é prejudicial

Verdade. “Você provavelmente já tem pouco tempo para ficar com o seu animal de estimação devido a uma rotina atribulada. Se você o isolar quando flagrar algo errado (ou logo após o ato), você estará ensinando que ficar sozinho não é algo legal, provocando ansiedade de separação. Nesses casos, é comum que o cachorro comece a latir, a chorar e a destruir objetos como uma forma de recuperar a atenção do dono o mais rápido possível.”

LEIA TAMBÉM:

ASSINE NOSSA NEWSLETTER

Ao assinar nossa newsletter, você concorda com os termos de uso do site.