ESTILO DE VIDA

Faxina na alma: combata sentimentos negativos e ganhe bem-estar

Para saber se o seu lado emocional está afetado, é preciso prestar atenção em alguns sinais: estresse acumulado, irritabilidade fácil, insônia, tristeza,

None
FOTO: Shutterstock

por Redação Alto Astral
Publicado em 08/09/2016 às 19:31
Atualizado às 20:57

COMPARTILHEShare to WhatsappShare to FacebookShare to LinkedinShare to TwitterShare to Pinteres

Para saber se o seu lado emocional está afetado, é preciso prestar atenção em alguns sinais: estresse acumulado, irritabilidade fácil, insônia, tristeza, cansaço excessivo, falta de tempo para realizar as atividades do dia a dia, impaciência e outros sentimentos negativos que tragam algum tipo de alteração na rotina podem ser o motivo pelo qual a paz interior não esteja instalada plenamente.

Combater sentimentos negativos ajuda a conquistar bem-estar

FOTO: Shutterstock

“Pode-se dizer que todos os sentimentos negativos fazem mal para o corpo e alma. Quando se está vivendo com esses sentimentos, a pessoa não consegue ver alegria em nada, já que as toxinas tomam conta do psicológico e bloqueia tudo que é bom ou que faz bem para ela mesma”, acrescenta a psicóloga comportamental Letícia Guedes.

Sentimentos negativos destrutivos

A seguir, confira alguns dos sentimentos que podem ser amenizados com as técnicas de detox emocional, além de outras sugestões de como combatê-los e ganhar qualidade de vida:

Medo

Talvez esse seja um dos sentimentos mais difíceis de serem vencidos. Nos consultórios psicológicos são listados os mais variados tipos de medos, além das fobias, que são casos mais graves e que necessitam de um acompanhamento constante.

A solução: nesses casos, a psicoterapia é um dos métodos mais adequados para aliviar a sensação. Entretanto, antes de iniciar esse tratamento, é preciso ter consciência de que o terapeuta não lhe entregará uma solução pronta – a resolução terá que vir de dentro de você, com base em uma mudança de atitudes e pensamentos que insistem lhe acompanhar.

SAIBA MAIS:

8 dicas para manter o ciúmes sob controle

5 terapias alternativas para tratar a ansiedade

Mágoa e estresse são fatores de risco para o câncer de mama

Baixa autoestima

Alguns dos principais motivos são insatisfação com o peso corporal ou com uma parte do corpo específica – como nariz, sorriso, dentre outros -, amputação de um membro, problemas dermatológicos e capilares, por exemplo.

A solução: o problema pode ser amenizado pouco a pouco, por meio de um processo intitulado valorização pessoal. É importante olhar para si mesmo e não enxergar apenas aquilo que se é por fora. Cada pessoa é dotada de características distintas e esse é um dos lados mais interessantes da vida: aprender a conviver com as diferenças e, delas, usufruir de um puro e poderoso aprendizado.

Ciúme

A gravidade do ciúme se dá, principalmente, quando está presente excessivamente nos relacionamentos amorosos. Nele, questionamentos sem fim, preocupações sem limites sobre o modo que o parceiro se veste e até mesmo perseguições podem se instalar no indivíduo e causar um grande sofrimento para ambos os lados.

A solução: a psicoterapia é fundamental para que o autoconhecimento venha à tona e as sensações ruins sejam amenizadas. Mas é preciso paciência: os resultados não virão do dia para a noite. Para mudar, primeiramente, é necessário querer e se empenhar ao máximo.

Medo e ansiedade são sentimentos negativos que comprometem a saúde

FOTO: Shutterstock

Ansiedade

É claro que sentir-se ansioso por conta de algum acontecimento que ainda não ocorreu é completamente normal. O descontrole ocorre quando outros sinais – como compulsão alimentar, perda de cabelos, dores de estômago, entre outros – passam a se manifestar.

A solução: o consumo de alimentos com propriedades calmantes pode ajudar, e muito! Terapias alternativas, como yoga, pilates e meditação também são boas sugestões ao problema.

Mágoa

Situações mal resolvidas tendem a criar essa sensação de “ferida não cicatrizada”. Guardar mágoa causa corrosão interna que, se não tratada, pode evoluir para algum tipo de distúrbio psicológico, como depressão.

A solução: diálogo! Nunca guarde para si algo que lhe magoou. Às vezes, tudo pode não ter passado de um mal entendido. Uma boa conversa pode resolver, estreitar laços e devolver sua paz de espírito.

Texto Paula Santana

Consultoria Letícia Guedes, psicóloga comportamental