Clareamento dental: confira quais são os mitos e verdades!

O número de pessoas que tem buscado fazer clareamento dental cresceu nos últimos anos. Portanto, confira alguns mitos e verdades que cercam o tema!

None
Antes de fazer o clareamento alguns exames precisam ser feitos Foto: Istock.com/Getty images

por Redação Alto Astral
Publicado em 23/02/2017 às 13:25
Atualizado às 13:31

COMPARTILHEShare to WhatsappShare to FacebookShare to LinkedinShare to TwitterShare to Pinteres

Atualmente um dos tratamentos estéticos mais buscados pelas pessoas está relacionam com o sorriso dos sonhos: clareamento dental. O procedimento é tão simples que pode ser feito em casa, além do consultório do dentista. Mas é claro, o paciente só deve fazer após uma avaliação prévia de um especialista e seguindo as recomendações adequadas. A dentista Rosane Menezes Faria, da Caixa Seguradora Odonto, afirma: “as pessoas estão mais preocupadas com a aparência e também estão mais conscientes da importância de ir ao dentista frequentemente. A estética e a saúde bucal andam juntas, não conseguimos um resultado, sem cuidar do outro”, explica. Porém, apesar da alta na procura pelo procedimento, o clareamento dental ainda gera dúvidas. Confira alguns mitos e verdades sobre o tratamento, esclarecidos pela Rosane Menezes:

mulher sorrindo

Antes de fazer o clareamento alguns exames precisam ser feitos com especialista Foto: Istock.com/Getty images

Clareamento dental danifica os dentes

Mito. O dente pode ficar mais sensível, mas não poroso ou enfraquecido. Isso ocorre porque os poros ou canalículos ficam abertos para que o gel clareador libere as moléculas de pigmento que estavam impedindo a luz de passar. Essa sensibilidade tende a diminuir após o tratamento.

As restaurações mudam de cor

Mito. O que muda de cor é o dente natural. O material clareador não é capaz de alterar a cor das restaurações e próteses dentárias.

Todo mundo pode fazer clareamento dental

Mito. O procedimento não é indicado para mulheres grávidas ou que estejam amamentando, pacientes com hipersensibilidade, indivíduos com doença periodontal e presença de muitas restaurações estéticas e/ou retrações gengivais. O clareamento também é contraindicado para crianças de até 10 anos.

mulher passando por uma consulta com um dentista

Mesmo dando para ser feito em casa, o recomendado é fazer o clareamento com a ajuda do dentista Foto: Istock.com/Getty images

Alguns alimentos são proibidos durante o tratamento

Verdade. Para se obter o resultado desejado é importante tomar cuidado com alimentos que tenham corantes. Assim o café, refrigerantes a base de cola, beterraba, chocolate e chá preto podem interferir na durabilidade do tom alcançado no procedimento.

Cremes dentais funcionam como clareadores

Mito. Os cremes dentais possuem pouco agente clareador em sua fórmula ou não possuem e por isso não são capazes de exercer essa função. Porém, as pastas de dentes que são tidas como “branqueadoras” ou “clareadoras” possuem mais agentes abrasivos do que as comuns e podem retirar manchas superficiais que tornam o dente mais branco.

Consultoria Rosane Menezes, dentista

Leia também: 

ASSINE NOSSA NEWSLETTER

Ao assinar nossa newsletter, você concorda com os termos de uso do site.