ESTILO DE VIDA

Chá de hibisco: confira mitos e verdades sobre esse ingrediente!

Ele tira o sono? Altera o ciclo menstrual? Esclareça as principais dúvidas sobre o chá de hibisco antes de incluir esse ingrediente no seu cardápio!

None
Foto: iStock.com/Getty Images

por Redação Alto Astral
Publicado em 04/11/2016 às 20:03
Atualizado às 14:52

COMPARTILHEShare to WhatsappShare to FacebookShare to LinkedinShare to TwitterShare to Pinteres

Muitos estudos comprovam que o chá de hibisco é um poderoso aliado da saúde e do emagrecimento, já que ele “reduz a pressão arterial, o ácido úrico e colesterol, previne doenças cardíacas, aumenta a imunidade, pode melhorar a enxaqueca, tem ação detox, acelera o metabolismo, contribui para reduzir o peso corporal, entre outras coisas”, cita Tamara Mazaracki, médica nutróloga e ortomolecular. Mas ainda assim ficamos com algumas dúvidas na hora de inserir esse ingrediente no dia a dia, como por exemplo: ele altera o ciclo menstrual? Ele tira o sono? Confira essas e outras questões abaixo:

xícara e bule com chá de hibisco

Foto: iStock.com/Getty Images

O chá de hibisco tira o sono?

Mito. A bebida possui um efeito calmante e, justamente por isso, pode causar o efeito oposto. “Algumas pessoas podem apresentar sonolência após o consumo do chá. Por ser isento de cafeína ele pode, inclusive, ser tomado à noite, pois não afeta o sono”, explica Tamara.

Ele altera o ciclo menstrual?

Mito. O chá de hibisco alivia a cólica menstrual e equilibra os hormônios, auxiliando na melhora da depressão, irritabilidade e inchaço da TPM. “Ele tem ação calmante no sistema nervoso, ajudando a relaxar nesse período tão difícil para algumas mulheres”, completa a profissional.

Ele aumenta a pressão arterial?

Mito. Estudos comprovam que o uso regular do chá de hibisco pode, sim, atuar na pressão arterial, porém reduzindo-a. “O chá é anti-hipertensivo e ainda tem propriedade cardioprotetora e anti-inflamatória”, explica Tamara.

A bebida acelera o metabolismo?

Verdade. O chá de hibisco é um parceiro ideal da dieta, e um dos motivos é justamente esse. Além de ser um inibidor de apetite natural, ele acelera o metabolismo e melhora o trânsito intestinal, prevenindo a constipação. “Ele também reduz a absorção de carboidratos e gorduras, estimula a função renal, reduzindo a retenção hídrica (inchaço), e melhora a função do fígado (efeito detox)”, destaca a especialista.

O chá in natura é mais potente do que as outras versões?

Mito. O hibisco pode ser encontrado ao natural (flores inteiras e desidratadas), em sachês ou em pó, porém o efeito dos três é o mesmo. “Quatro a cinco flores equivalem a um sachê ou a 1 colher (chá) rasa do pó”, comenta Tamara.

Ele é prejudicial para quem tem gastrite?

Verdade. O chá, se tomado em excesso, pode causar reação em quem possui problemas de estômago. “Portadores de gastrite e refluxo podem sentir queimação ou desconforto devido ao seu alto teor de ácidos orgânicos e vitamina C”, afirma a profissional. Por isso, o indicado é não ultrapassar a dose diária de até 4 xícaras (chá) da bebida.

Consultoria: Tamara Mazaracki, médica nutróloga e ortomolecular, do Rio de Janeiro, www.tamaramazaracki.med.br

LEIA TAMBÉM