Mulher fica cega por colocar lentes de contato com as mãos molhadas

Irenie Ekkeshis é uma britânica que ficou cega de um olho por manusear suas lentes com as mãos molhadas e hoje alerta as pessoas desse perigo

None
Irenie Ekkeshis ficou cega de um olho por causa da lente de contato Foto: Divulgação

por Redação Alto Astral
Publicado em 15/04/2017 às 11:12
Atualizado às 13:42

COMPARTILHEShare to WhatsappShare to FacebookShare to LinkedinShare to TwitterShare to Pinteres

Se você usa lentes de contato preste muita atenção na história de Irenie Ekkeshis. Essa britânica contraiu uma infecção por manusear as suas lentes de contato com as mãos molhadas.

Sua história começou quando em janeiro de 2011 Irene acordou com os olhos coçando e lacrimejando. “Pensei que estava com uma pequena infecção e que melhoraria em poucos dias. Mas naquela noite não consegui nem entrar na cozinha, a luz fluorescente parecia brilhante demais. Estava com muita dor’’, contou para a BBC.

Pouco tempo depois ela foi diagnosticada com ceratite amebiana, uma infecção rara causada pelo Acanthamoeba keratitis, que é encontrado em ambientes com água. Nesse momento a britância já havia perdido a visão do seu olho direito. “Não tomei banho ou nadei com minhas lentes de contato. Mas aprendi que até lavar as mãos e não secá-las bem antes de mexer nas lentes pode causar a doença.”


Com a perda da visão de um dos seus olhos, Irene percebeu que muita gente não sabe que manusear as lentes de contato com as mãos molhadas pode ser tão perigoso. Então ela iniciou uma campanha para alertar as pessoas dos riscos. Graças a ela em embalagens de lentes de contato hoje há um sinal alertando sobre o risco. “Aí a indústria percebeu que eu estava falando sério e me apoiou. Nós produzimos os adesivos com o sinal para que os donos de óticas colassem nas caixas.”

Hoje ela gerencia o New Citizenship Project, que promove uma maior participação da sociedade nessas questões. “Meu conselho é simples. Nunca deixe que suas lentes entrem em contato com água – no chuveiro, para nadar ou quando for lavar. Apesar de raras, as infecções por AK podem acontecer e as consequências podem ser devastadoras.”

Texto: Isabella Marão/Colaboradora

LEIA TAMBÉM

ASSINE NOSSA NEWSLETTER

Ao assinar nossa newsletter, você concorda com os termos de uso do site.