Cartão de crédito: 6 dicas para quitar sua dívida e sair do vermelho

Se por acaso você gastou mais do que devia e não conseguiu quitar a fatura do cartão de crédito, veja as dicas para quitar as dívidas e sair do sufoco

None
Foto Shutterstock.com

por Redação Alto Astral
Publicado em 26/10/2016 às 12:14
Atualizado às 13:25

COMPARTILHEShare to WhatsappShare to FacebookShare to LinkedinShare to TwitterShare to Pinteres

Cartão de crédito é útil e pode ser um aliado e tanto para compras maiores, que precisam ser parceladas, e também para aqueles momentos que estamos sem dinheiro à vista e necessitamos de algum produto ou serviço. Entretanto, é preciso cuidado ao usar esse método, principalmente pela falsa sensação de poder comprar tudo o que deseja. Se por acaso você gastou mais do que devia e não conseguiu quitar a fatura, veja as dicas para você renegociar as dívidas e sair do sufoco.

cartão de crédito

Foto Shutterstock.com

Coloque as contas no papel

Assim, é possível ter uma noção exata de quanto é o valor da dívida, dos juros e da parcela que caberá no orçamento mensal do consumidor.

Contate a central do cartão

Isso dará mais segurança para negociar o valor que está em débito. O interesse em quitar a dívida será um facilitador.

Informe-se sobre o Custo Efetivo Total (CET) da dívida do cartão

Isso mostrará o valor total a ser pago, com os juros, taxas e impostos que serão cobrados. É obrigatório o fornecimento dessa informação para que o cliente consiga se programar.

Negocie o valor total da dívida em prestações fixas

Objetos, calculadora, caneta, dinheiro, finanças

Foto iStock.com/Getty Images

Não é aconselhável aceitar parcelas que aumentam com o passar do tempo.

Se a proposta não for a esperada, continue negociando

A solução tem que ser algo interessante tanto para a empresa de crédito quanto para o consumidor.

Se for mais vantajoso, troque a dívida por outra menor

Se o desconto no pagamento à vista for grande, o consumidor pode tomar um empréstimo com juros menores para realizá-lo. Há administradoras de cartões que também oferecem este serviço e é uma decisão a ser considerada.

Leia também:

Texto Daniela Andrioli 

ASSINE NOSSA NEWSLETTER

Ao assinar nossa newsletter, você concorda com os termos de uso do site.