Camomila: conheça os benefícios dessa erva poderosa

A camomila é uma erva saborosa e bastante consumida no Brasil. Dentre seus benefícios, estão o poder calmante, o combate a males digestivos e muito mais!

None
Foto Shutterstock Images

por Redação Alto Astral
Publicado em 20/07/2016 às 19:21
Atualizado às 21:02

COMPARTILHEShare to WhatsappShare to FacebookShare to LinkedinShare to TwitterShare to Pinteres

Tomar chá acalma, pois muitas ervas têm o poder de relaxar, evitando o estresse e a ansiedade. A camomila é uma erva famosa pelo seu poder sedativo e aroma intenso. “A camomila é indicada para melhorar o sono e relaxar, pois contém substâncias que atuam diretamente no sistema nervoso, favorecendo o bem-estar”, diz o nutrólogo Fábio Bicalho. Por isso, seu chá é benéfico no combate à ansiedade, à irritabilidade, à insônia e à tensão.

Camomila é uma erva que pode ser consumida em forma de chá

Foto Shutterstock Images

Camomila poderosa

A camomila também ajuda a resolver problemas no sistema digestivo, como inflamações na mucosa gastrointestinal, azia, gases e alivia tanto a prisão de ventre quanto a diarreia, pois regula o intestino.

Os chás ainda são recomendados para bebês e crianças, pois tratam as cólicas comuns nessa fase da vida. Indicada também para combater cólicas menstruais, a camomila alivia as dores porque é anti-inflamatória e analgésica.

E ela não traz só benefícios à saúde, como também colabora com a beleza, uma vez que trata problemas de pele, olheiras, terçol e acne, pois alivia as irritações e possui ação antisséptica.

SAIBA MAIS:

Aposte no suchá para emagrecer

60 dicas para vencer o estresse

Descubra os benefícios do chá-mate

Chá de camomila e erva-doce

Ingredientes:

*2 colheres (sopa) de flores e folhas secas de camomila

*2 colheres (sopa) de sementes de erva-doce

*1l de água

Modo de preparo

Em uma panela, leve a camomila, a erva-doce e a água para ferver. Espere amornar, coe e beba 1 xícara (200ml) a cada 3 horas. Contraindicações: o consumo de erva-doce não é indicado para pessoas que sofrem de úlcera.

Texto Isabelle Hoffmann

Consultoria Fábio Bicalho, nutrólogo

ASSINE NOSSA NEWSLETTER

Ao assinar nossa newsletter, você concorda com os termos de uso do site.