Café contra o câncer

Seu café da manhã está a salvo. Não precisa mais tomar o cafezinho com peso na consciência e ficar na dúvida se ele vai fazer mal à sua saúde ou não. Por

None

por Redação Alto Astral
Publicado em 22/03/2016 às 08:00
Atualizado às 21:03

COMPARTILHEShare to WhatsappShare to FacebookShare to LinkedinShare to TwitterShare to Pinteres

Seu café da manhã está a salvo. Não precisa mais tomar o cafezinho com peso na consciência e ficar na dúvida se ele vai fazer mal à sua saúde ou não. Por diversas vezes, ele foi apontado como o causador, ou agravante, de diversas doenças, incluindo o aparecimento de alguns tipos de câncer. Mas pesquisas recentes mostram que não é bem assim. Confira!

Café contra o câncer

Foto: Shutterstock

CAFÉ PROTEGE O ORGANISMO

Até hoje nada foi comprovado sobre a existência de um tipo de câncer causado pela ingestão de café. Pelo contrário. Suas substâncias foram relacionadas como agentes protetores do organismo e anticâncer. Veja as pesquisas:

Câncer de próstata: segundo um estudo feito na Escola Pública de Harvard, nos Estados Unidos, homens que bebem seis ou mais xícaras de café por dia reduzem em 60% o risco de desenvolver um tipo letal de câncer de próstata em relação aos que não consomem a bebida. Aqueles que bebem de uma a três xícaras diminuem em até 30% de chances de desenvolver a doença. Segundo os estudiosos, as substâncias antioxidantes e anti-inflamatórias presentes no café são as responsáveis por esse feito.

SAIBA MAIS

Bacon, salsicha e presunto entram para a lista de alimentos cancerígenos
Alimentação saudável ajuda a prevenir câncer
Mitos e verdades sobre o câncer

Câncer de pele: a ingestão diária de café com cafeína reduz os riscos de surgimento de carcinoma basocelular, o tipo mais comum e agressivo de câncer de pele. A pesquisa foi feita pela Universidade de Harvard e analisou dados de 112.897 pessoas, das quais 22.786 desenvolveram o câncer de pele. O estudo também considera eficaz outras bebidas que possuem cafeína, como os chás. No entanto, o café descafeinado não foi associado à redução dos riscos.

Câncer de mama: um estudo feito na Universidade de Lund, na Suécia, comprovou que o consumo de café pode diminuir o crescimento e a reincidência de câncer de mama em até 50%. Foram coletados dados clínicos de 1.090 mulheres diagnosticadas com a doença e que eram medicadas com tamoxifeno – medicamento utilizado no tratamento desse tipo de câncer. Cerca de 500 mulheres beberam, pelo menos, duas xícaras de café por dia e tiveram diminuídos em 50% o risco de recorrência de câncer de mama em comparação às mulheres que não beberam café, ou beberam menos de uma xícara. Os pesquisadores apontaram a cafeína e o ácido cafeico como as substâncias responsáveis pela redução da divisão e morte das células.

Café contra o câncer

FOTO: Shutterstock

FIQUE ATENTO!

Pesquisas comprovaram que a ingestão recomendada é de, no máximo, 5 xícaras (250ml) por dia, já que o total diário não pode passar de 200mg de cafeína. Ainda assim, é preciso ter alguns cuidados na hora de tomar o seu café: ele não pode estar muito quente para não queimar a boca e não pode ser adoçado com açúcar refinado, já que se trata de um alimento vilão causador do câncer.

Consultoria: Sandro Salim Lana, oncologista

ASSINE NOSSA NEWSLETTER

Ao assinar nossa newsletter, você concorda com os termos de uso do site.