Bulliyng: ajude seu filho a superar esse problema

Saiba se seu filho está sofrendo bulliyng na escola e ajude-o a superar esse problema!

None
FOTO: Shutterstock

por Redação Alto Astral
Publicado em 19/09/2016 às 12:34
Atualizado às 13:20

COMPARTILHEShare to WhatsappShare to FacebookShare to LinkedinShare to TwitterShare to Pinteres

Bullying é um termo da língua inglesa usado para descrever atos de agressão física ou psicológica que ocorrem repetidas vezes contra a mesma pessoa. Essa agressão pode ser feita por uma pessoa ou um grupo e um dos motivos é o sobrepeso, o que atualmente leva o nome de gordofobia. Caso você tenha um filho acima do peso, preste atenção no comportamento dele, principalmente ao chegar da escola, e converse sempre para ter certeza de que está tudo bem.

menina gorda sentada no sofá triste

FOTO: Shutterstock

Na escola

Zelar pelo bem-estar dos alunos e convivência amigável entre eles é papel dos educadores, que devem sempre agir contra o bullying. De acordo com a psicopedagoga Ana Regina Caminha Braga, “para minimizar ou sanar esse problema dentro do espaço escolar é preciso realizar um trabalho com os alunos de maneira a abordar questões da psicologia e nutrição, onde exista um espaço para palestras e exposição de atividades, como por exemplo, a vivência de projetos”.

Cuidados importante

A autoestima e a autoimagem no caso da obesidade também devem ser trabalhadas com quem sofre o preconceito. “O tratamento deve ser feito a partir do momento que a pessoa pede ajuda ou que a família e amigos aconselham e conseguem levá-la em um psicólogo, um nutricionista e um endocrinologista. O profissional deve trabalhar a aceitação e o emagrecimento dessa criança e a justificativa disso está no fato de ela ter a autoestima comprometida, pois não são todas as pessoas com sobrepeso que conseguem controlar seu psicológico e compreender que podem ser felizes e alcançar seus objetivos de vida”, afirma.

VEJA TAMBÉM:

Repórter sofre agressões gordofóbicas ao vivo e dá lição contra o preconceito

Garoto comete suicídio por sofrer bullying; saiba como evitar outros casos!

Filhos: a inteligência emocional pode ajudar na educação

O outro lado

A criança que pratica bullying deve receber, primeiramente, uma orientação dos responsáveis, pois essas atitudes passam por valores, princípios e visão estabelecidos pela família e mundo social em que ela está inserida. De acordo com a especialista, o acompanhamento deve ser uma ação conjunta entre escola, família e profissionais adequados, como psicólogo, “para mostrar e abrir as perspectivas dessa criança para o mundo e enxergar o outro com seus direitos de ser como achar melhor”, finaliza.

Salvar

ASSINE NOSSA NEWSLETTER

Ao assinar nossa newsletter, você concorda com os termos de uso do site.