Proteja seu coração com a beterraba, alimento que regula a pressão alta

A beterraba oferece vários benefícios, é fonte de muitos nutrientes. O alimento é antioxidante, contém fibras e ainda ser consumido por diabéticos

None
Foto: iStock

por Redação Alto Astral
Publicado em 05/12/2016 às 12:11
Atualizado às 12:53

COMPARTILHEShare to WhatsappShare to FacebookShare to LinkedinShare to TwitterShare to Pinteres

Segundo os pesquisadores, a alta concentração de nitratos na beterraba é um dos grandes trunfos do alimento quando o assunto é a saúde do coração. Essas substâncias são convertidas em óxido nítrico no organismo, que relaxa os vasos sanguíneos, melhorando o fluxo do sangue e, consequentemente, reduzindo a pressão. O nitrato também é importante na dieta de quem pratica atividade física, pois potencializa o aproveitamento dos nutrientes pelos músculos, tornando-se uma boa fonte de energia.

beterraba

Foto: iStock

Coloração poderosa

Há até quem use a beterraba para tingir roupas. E são justamente as substâncias responsáveis pela cor intensa da raiz que agregam ainda mais benefícios ao alimento. “Sua cor vermelha indica a presença de betalaína, um ótimo antioxidante que age contra o envelhecimento celular e reduz o risco de alguns tipos de câncer”, afirma a nutricionista Cyntia Bassi.

Além da betalaína, o legume também é fonte de antocianina. “É um flavonoide com ação antioxidante e imunoestimulante, excelente para o sistema circulatório, evita problemas cardíacos e inibe a formação de coágulos”, revela a nutróloga Tamara Mazaracki. Esse efeito também é capaz de reduzir o risco de acidente vascular cerebral (AVC).

Nutrientes extras

“Um outro nutriente encontrado na beterraba que pode interferir positivamente na redução da pressão arterial é o potássio”, informa Cyntia. O potássio relaxa os vasos sanguíneos e deve estar em equilíbrio com o sódio. “O ácido fólico também tem ação protetora sobre os vasos sanguíneos, melhorando sua flexibilidade”, acrescenta a nutricionista. O ácido fólico ainda favorece o sistema nervoso e é essencial para a formação do feto. Deve ser consumido em doses adequadas desde antes da gravidez, para agir na formação do bebê já no início.

Liberado!

Apesar de muitas pessoas associarem a beterraba à alta quantidade de açúcar, o alimento pode ser consumido por diabéticos. “Não há restrições para esses pacientes só pelo fato de, a partir da beterraba, ser produzido açúcar. Não há relação”, explica o nutrólogo José Alves Lara Neto. Ela deve apenas ser incluída dentro de uma alimentação equilibrada, sem exageros, assim como qualquer outro legume.

LEIA TAMBÉM:

Texto: Redação Alto Astral

ASSINE NOSSA NEWSLETTER

Ao assinar nossa newsletter, você concorda com os termos de uso do site.