ESTILO DE VIDA

Os benefícios do óleo de prímula para a saúde da mulher

Óleo de Prímula: poderosa arma contra a TPM, o óleo obtido a partir das sementes dessa flor ainda tem ação anti-inflamatória, melhorando dores crônicas

None
O óleo é eficaz contra os sintomas da TPM FOTO: Shutterstock

por Redação Alto Astral
Publicado em 18/10/2016 às 08:51
Atualizado às 20:55

COMPARTILHEShare to WhatsappShare to FacebookShare to LinkedinShare to TwitterShare to Pinteres

Nativa da América do Norte, a prímula é uma planta que pode alcançar 1 metro de altura e produz lindas flores amarelas. O óleo de prímula é extraído das sementes e oferece reconhecidos benefícios à saúde, especialmente a feminina.

Os benefícios do óleo de prímula para a saúde da mulher

O óleo de prímula é extraído das sementes de uma flor FOTO: iStock

ÓLEO DE PRÍMULA AJUDA A DIMINUIR A TPM

Estudo feito pelo Centro de Medicina Integrada da Califórnia, nos Estados Unidos, avaliou o uso do óleo de prímula em 68 mulheres que se queixavam dos sintomas da TPM (tensão pré-mesntrual). No fim de três meses, 61% perceberam desaparecimento total dos incômodos, enquanto uma melhora parcial aconteceu em 23% das demais.

TPM: dicas para amenizar os sintomas

O óleo é eficaz contra os sintomas da TPM FOTO: Shutterstock

Essa boa ação é creditada ao ácido gamalinolênico (GLA), que origina uma substância que ajuda a equilibrar os hormônios femininos. “Acontece uma melhora na captação desses hormônios, o que resulta em diminuição dos inchaços causados por acúmulo de líquidos típico da fase pré-menstrual, além da otimização do humor”, explica a nutricionista Ângela Cardoso. Alimentos ricos em magnésio, cálcio e vitamina B6 podem potencializar o efeito do óleo contra a TPM.

É EFICAZ CONTRA DORES

Os ácidos graxos poli-insaturados do óleo de prímula, combinados com outros elementos da sua composição, podem atuar em inflamações de pele e até ajudar a recuperar o fígado danificado pelo álcool, de acordo com pesquisas ainda não concluídas feitas no Brasil.

Ainda assim, em ação conjunta com magnésio, zinco e as vitamina C, B3 e B6, esses ácidos graxos promovem a conversão do GLA em outro ácido, o araquidônico. Quanto mais ácido araquidônico circular no organismo, melhor para a coagulação sanguínea e os mecanismos pró-inflamatórios.

O óleo de prímula ainda é um eficaz anti-inflamatório, aliviando dores crônicas geradas por problemas como artrite e artrose”, complementa a nutricionista.

Os benefícios do óleo de prímula para a saúde da mulher

Óleo de prímula deve ser consumido em cápsulas FOTO: iStock

COMO CONSUMIR

Por não ter sabor agradável, o óleo de prímula não deve ser consumido in natura, ou seja, usado no preparo de pratos culinários. “A única maneira de consumir o produto é em forma de cápsulas gelatinosas. Mas fique atento para que cada uma forneça 1g do óleo, que é quantidade diária ideal”, orienta a nutricionista Ângela Cardoso.

LEIA TAMBÉM

Texto: Sabrina Cid e Melissa Marques | Consultoria: Ângela Cardoso, nutricionista.