Conheça os benefícios dos exercícios físicos contra a ansiedade

A prática de exercícios físicos ajuda na produção de hormônios relacionados ao bem-estar. Atividades aeróbicas moderadas são as mais indicadas

None
Foto: Shutterstock.com

por Redação Alto Astral
Publicado em 01/12/2016 às 10:06
Atualizado às 12:51

COMPARTILHEShare to WhatsappShare to FacebookShare to LinkedinShare to TwitterShare to Pinteres

Não é novidade que realizar exercícios físicos produz inúmeros bens para o corpo e para a mente. Hoje possuímos evidências científicas que demonstram que ser ativo produz uma melhora na qualidade de vida. Mexer o corpo com regularidade também eleva a expectativa de vida e nos torna mais capazes em realizar nossas atividades diárias, sejam elas profissionais, sociais ou familiares.

Conheça os benefícios dos exercícios físicos contra a ansiedade

FOTO: Shutterstock.com

Para os pacientes com transtorno de ansiedade, os benefícios são ainda maiores. “O exercício é uma ferramenta muito conhecida para auxiliar no tratamento de quadros de ansiedade, desde os mais leves até os mais graves, que necessitam de medicação”, explica Fábio Cardoso, médico do esporte.

“Praticar exercícios físicos regularmente estimula no organismo a produção de endorfina, responsável por causar sensação de bem-estar, aliviando a depressão e normalizando os níveis de ansiedade. A noradrenalina e a serotonina, também responsáveis pelo equilíbrio do humor, são estabilizadas a partir da atividade física”, acrescenta. Além disso, as atividades físicas proporcionam mudanças estéticas no corpo, que podem estimular no paciente o aumento da autoconfiança e autoestima.

Para ajudar no tratamento de ansiedade, são recomendadas atividades físicas aeróbicas moderadas, de três a cinco vezes por semana. Confira algumas delas:

Natação

Por exercitar todos os grupos musculares do corpo, é considerado um esporte completo. Além disso, nadar apresenta ação recuperativa, ajudando a aliviar dores musculares, relaxar e enfrentar o estresse.

Corrida

Correr ajuda a regular as substâncias relacionadas ao sistema nervoso, melhora o fluxo sanguíneo no cérebro e ajuda na capacidade de lidar com o estresse. A atividade reduz a ansiedade e faz com que o paciente recupere a autoestima. Isso porque, durante a corrida, neurotransmissores são liberados para aliviar dores e tensões, proporcionando bem-estar e euforia.

Dança

Por causa da diversão e energia positiva, dançar aumenta a autoestima. Também estimula a memória e atenção para decorar os passos e acompanhar o ritmo.

Pedalar

Andar de bicicleta fortalece o coração, melhora o humor e não tem impacto nas articulações dos músculos inferiores. Além disso, pedalar libera hormônios conhecidos por causar sensação de bem-estar, melhorar o sono e aliviar tensões.

Musculação

A prática proporciona a diminuição do estresse e melhora do humor, pois, durante a atividade, neurotransmissores são liberados, relaxando o corpo e a mente.

LEIA TAMBÉM

Texto: Jéssica Pirazza/Colaboradores – Entrevistas: Natália Negretti, Marcelo Ricciardi, Jéssica Pirazza E Vitor Manfio/Colaboradores – Edição: Augusto Biason/Colaborador

Consultoria: Fabio Cardoso, médico do esporte, especialista em medicina preventiva, antienvelhecimento e longevidade.