ESTILO DE VIDA

Cérebro: estimular o órgão traz benefícios no dia a dia

Segundo pesquisa, exercitar o cérebro por meio de atividades específicas, como jogos, tem um reflexo muito positivo na sua rotina. Saiba mais!

None
FOTO: Shutterstock.com

por Redação Alto Astral
Publicado em 04/12/2016 às 09:25
Atualizado às 12:52

COMPARTILHEShare to WhatsappShare to FacebookShare to LinkedinShare to TwitterShare to Pinteres

O corpo é uma máquina perfeita; porém, como toda máquina, precisa de cuidados, ajustes e estar em movimento. Para que haja harmonia em seu funcionamento, todos os órgãos devem estar saudáveis, principalmente o cérebro.

Além de atividades mentais como leitura, passatempos e estudo serem uma parte essencial da rotina de quem quer uma vida mais saudável e longa, já que ter uma mente ativa afasta o aparecimento de possíveis problemas neurológicos, estudos mostram que o estímulo do cérebro por meio de exercícios específicos também podem ser muito benéficos para hábitos simples da sua rotina.

mulher-ruiva-pensando-cerebro

FOTO: Shutterstock.com

Atividades simples do dia a dia, como fazer compras e cozinhar, também são beneficiadas pelo treino cerebral. É o que indica o estudo divulgado em 2016 pelo Instituto de Psiquiatria, Psicologia e Neurociência do King’s College de Londres, na Inglaterra. Quase 7.000 pessoas com 50 anos ou mais participaram do experimento que durou seis meses, feita em parceria com o programa Bang Goes the Theory, do canal britânico BBC.

Alguns dos voluntários foram incentivados a entreter-se com jogos virtuais de treinamento cerebral quantas vezes quisessem durante o período, com sessões de, no mínimo, dez minutos. A outra parte dos participantes fizeram buscas simples na internet. Por meio de testes padrão de cognição, os pesquisadores tinham a intenção de verificar se havia diferenças entre o desempenho cognitivo dos dois grupos.

Na conclusão, eles constataram que o grupo que jogou os games de treinamento cerebral manteve sua capacidade cognitiva em melhor estado em comparação ao outro grupo – os benefícios foram aparentes nos casos dos participantes que jogavam ao menos cinco vezes por semana. Os participantes com mais de 60 anos que jogaram os games relataram melhor desempenho em tarefas diárias.

LEIA TAMBÉM

Texto: Natália Negretti – Edição: Giovane Rocha/Colaborador