Alívio na TPM? Conheça a lista de benefícios do chocolate

A lista de benefícios do chocolate inclui, além do famoso alívio na TPM, diversas outras vantagens para o organismo. Confira e aprecie com moderação!

None
FOTO: iStock.com/Getty Images

por Redação Alto Astral
Publicado em 20/09/2016 às 15:56
Atualizado às 11:36

COMPARTILHEShare to WhatsappShare to FacebookShare to LinkedinShare to TwitterShare to Pinteres

Pesquisas recentes têm revelado que o consumo do chocolate está envolvido com questões emocionais e sentimentos como prazer, alegria, tristeza, depressão e culpa. Já sentiu vontade de devorar uma barra inteira durante a TPM? A ciência explica por que isso acontece.

Alívio na TPM? Conheça a lista de benefícios do chocolate

FOTO: iStock.com/Getty Images

Chocolate e TPM

De acordo com a especialista em tecnologia de alimentos Poliana Fernandes de Almeida, o desejo acentuado por chocolate está relacionado com a deficiência do neurotransmissor serotonina, principalmente em indivíduos deprimidos. Isso pode explicar “o aumento do desejo de chocolate em mulheres no período da TPM, já que há uma queda nos níveis de serotonina no organismo”, esclarece.

A nutricionista Carolina Portezan explica que, durante o período menstrual, há uma diminuição de minerais como cobre, manganês e magnésio, o que pode provocar cansaço, desânimo e o conhecido sentimento de tristeza. “Como o chocolate impulsiona a produção da serotonina, responsável pela sensação de bem-estar, ele ameniza esses sintomas da TPM”, revela. Isso explica porque o chocolate é um dos queridinhos nessa fase do mês.

Outros benefícios do chocolate

O chocolate também possui cafeína e, dentro das funções cerebrais, ela estimula a circulação sanguínea e o sistema nervoso, agindo como uma espécie de energético ou estimulante. Há ainda evidências de que “o chocolate interage com sistemas de neurotransmissores que contribuem para o apetite, a recompensa e a regulação do humor como a dopamina, serotonina e endorfinas”, ressalta Poliana.

O alimento, quando meio amargo (70% de cacau), contém menos gorduras e açúcares. “Por conta disso, é rico em flavonoides, compostos antioxidantes que aumentam a concentração de HDL (o colesterol bom) e reduzem LDL (colesterol ruim). Sua ação no organismo também auxilia no combate aos radicais livres, prevenindo contra o envelhecimento precoce”, pontua Carolina. Sabe-se ainda que os chocolates meio amargo e ao leite aliviam os sintomas do estresse e da depressão.

LEIA TAMBÉM:

Texto: Érica Aguiar – Edição: Victor Santos
Consultorias: Carolina Portezan, nutricionista da Apetit Serviços de Alimentação; Poliana Fernandes de Almeida, mestre em engenharia de produção, doutoranda em tecnologia bioquímico-farmacêutica pela Universidade de São Paulo (USP) na área de tecnologia de alimentos e professora no Instituto Federal de Educação de Mato Grosso (IFMT).
Fonte:O potencial de mercado para o chocolate, da Associação Brasileira da Indústria de Chocolates, Cacau, Amendoim, Balas e Derivados.

ASSINE NOSSA NEWSLETTER

Ao assinar nossa newsletter, você concorda com os termos de uso do site.