ESTILO DE VIDA

Você não precisa esperar a sede para beber água!

Água é essencial para manter o equilibro de todas as funções do corpo. Portanto é importante que você beba, inclusive quando não sente sede.

None
Foto Istock.com/Getty Images.jpg

por Redação Alto Astral
Publicado em 06/09/2016 às 18:13
Atualizado às 20:58

COMPARTILHEShare to WhatsappShare to FacebookShare to LinkedinShare to TwitterShare to Pinteres

Setenta e cinco por cento do corpo é composto por água, que está presente em diferentes proporções nas células que formam os músculos, sangue, gordura e até mesmo o tecido ósseo. “Podemos ficar semanas sem comer, porém, sem água morreríamos em poucos dias. A água é um solvente único que contém os nutrientes essenciais para a vida”, destaca a nutricionista Gabriela Marcelino.

homem bebendo água

Foto Istock.com/Getty Images.jpg

Intestino e mucosas

No que se refere à imunidade, as vantagens de se consumir água estão relacionadas diretamente com o bom funcionamento do sistema intestinal, responsável pela produção de uma série de anticorpos. Quando ocorre a constipação intestinal, ou intestino preso, a flora intestinal se altera e esse equilíbrio fica prejudicado. A presença de água também é necessária para a formação do muco presente nas vias nasais, uma barreira a mais para impedir a entrada de vírus e bactérias.

Nada de passar sede

O recomendado é ingerir 2 litros de água por dia, quantidade que pode variar para mais ou para menos de acordo com fatores individuais, como a idade. Seja como for, nunca se deve esperar a sede bater para só aí tomar a iniciativa de se hidratar. “Muitas vezes não bebemos água por não percebermos que estamos com sede. Ou a sede está discreta e, como estamos envolvidos com várias tarefas, não nos damos conta. Sede todos nós sentimos, mas não é recomendado beber água somente quando ela está gritante”, esclarece Gabriela.

Saiba mais:

Retenção de líquido ou excesso de gordura? Saiba identificar

Bactérias do intestino são capazes de proteger o cérebro

O que fazer para o intestino funcionar como um reloginho?

Consultoria Gabriela Marcelino, nutricionista