Azeite: saiba por que esse óleo ajuda a combater as doenças reumáticas

Muito utilizado como tempero, ele também é rico em propriedades que auxiliam a saúde. Gorduras boas para o coração e auxilia

None
Foto: iStock.com/Getty Images

por Redação Alto Astral
Publicado em 12/01/2017 às 13:32
Atualizado às 13:06

COMPARTILHEShare to WhatsappShare to FacebookShare to LinkedinShare to TwitterShare to Pinteres

O óleo é o queridinho na hora de temperar as saladas. E não é para menos: além de saboroso, ele torna os pratos ainda mais nutritivos. “Complemento até mesmo de uma simples saladinha, o azeite apresenta vários benefícios para a saúde, que já foram descobertos a há mais de 3 mil anos”, salienta a nutricionista Eliane Petean Arena. Quer mais motivos para incluí-lo na dieta? Veja mais!

azeite-doencas-reumaticas

Foto: iStock.com/Getty Images

Bom para a pele

Para adquirir aquela “pele de pêssego”, muitas pessoas recorrem a tratamentos estéticos. No entanto, o que a maioria não sabe, é que o consumo de azeite pode proporcionar os mesmos benefícios. “Ótimo hidratante para unhas, cabelos e pele, o azeite pode funcionar como um antirugas, produzindo um efeito de regeneração da pele. Com suas fontes de vitaminas A e K, ferro, cálcio, magnésio, potássio e aminoácidos, seu consumo também beneficia os olhos”, afirma Eliane.

Prevenção de doenças reumáticas

Dores localizadas, dificuldades para levantar os braços ou erguer objetos pesados, são alguns sintomas das doenças reumáticas, aquelas que atingem as articulações e seus componentes, como músculos, cartilagens e tendões. O problema, que atinge cerca de 15 milhões de brasileiros, de acordo com o Ministério da saúde, pode ser evitado ou, pelo menos, adiado, quando se consume azeite regularmente. Um dos aspectos importantes dos efeitos funcionais do azeite é a sua contribuição para a prevenção ou redução dos sintomas da artrite e do reumatismo”, complementa a nutricionista.

Combate a osteoporose

Considerada uma doença osteometábolica (que acomete o metabolismo dos ossos), a osteoporose pode comprometer a qualidade de vida do portador. Além disso, qualquer pessoa pode desenvolver o problema. “Todos estão propícios a desenvolver osteoporose quando envelhecem. Porém, é possível preveni-la com uma alimentação rica em cálcio ao longo da vida”, frisa o ortopedista Alexandre Póvoa Barbosa. Mas, afinal, o que o azeite tem a ver com tudo isso? É nesse momento em que o óleo entra em ação. “O azeite favorece a absorção de cálcio, ajudando a evitar a doença”, explica Eliane.

Texto: Paula Santana

Consultoria: Alexandre Póvoa Barbosa, ortopedista; Eliane Petean Arena, nutricionista

LEIA TAMBÉM: