Não descuide da audição no Carnaval. Proteja-se!

A saúde da audição precisa de cuidados, principalmente se você for ficar próximo de caixas de som, por exemplo. A falta de zelo pode trazer consequências!

None
No carnaval o ouvido fica exposto a 120 dB Foto: Istock.com/Getty images

por Redação Alto Astral
Publicado em 22/02/2017 às 12:30
Atualizado às 13:30

COMPARTILHEShare to WhatsappShare to FacebookShare to LinkedinShare to TwitterShare to Pinteres
Carnaval é sinônimo de festa e muitas músicas, não é mesmo? Diversos blocos, trios elétricos e escolas de samba arrastando foliões pelas ruas Brasil a fora. Porém, você já parou pensar nos cuidados que precisa ter? Muitos se preocupam com a pele, por exemplo, e passam protetor, mas e a audição? Os ouvidos também precisam de cuidados especiais, afinal são vários de muito som alto, além do recomendado. Qualquer pessoa – seja um cantor, um operador de som, ou até mesmo um folião – que permanecer próxima ao som muito alto por um longo período de tempo, pode desenvolver alguma perda auditiva, que pode ser temporária ou permanente.
pessoas na rua

Pessoas em volta do trio sofrem mais com o som alto Foto: Istock.com/Getty images

Segundo dados da NIOSH (National Institute for Occupational Safety and Health), o ouvido humano suporta até 85 decibéis por um período máximo de 8 horas, porém medições realizadas em anos anteriores em diversas festas de Carnaval chegaram a apontar impressionantes 120 dB. Esses longos períodos de exposição a sons muito intensos, podem causar desequilíbrio ou vertigem, doenças crônicas, como o zumbido, a fonofobia ou até mesmo a perda auditiva neurossensorial.
mesa de Dj

O ouvido humano suporta até 85 decibéis Foto: Istock.com/Getty images

“A exposição a níveis de pressão sonora elevados e prolongados é uma das principais causas de perda auditiva.  E como o período de festas no carnaval é longo, os riscos aumentam tanto para os que curtem a folia como para  todos aqueles que trabalham nos palcos”, explica a fonoaudióloga Katya Freire. Os profissionais que se expõem a um nível de pressão sonora se protegem através do uso de protetores auditivos. As pessoas que ficam em volta do trio, estão mais suscetíveis para desenvolverem problemas na audição se comparadas com quem está na parte de cima do trio. Para curtir as festas do feriado sem comprometer a saúde auditiva, Katya Freire passa algumas orientações:

mulher tampando um ouvido para ouvir no celular

No carnaval o ouvido fica exposto a 120 dB Foto: Istock.com/Getty images

  • Não fique muito próximo de caixas de som.
  • descansos de 20 minutos longe do som, a cada hora de música alta.
  • Utilize protetores auditivos, principalmente se trabalhar durante as festas (músicos e equipes de apoio, etc). É fundamental a utilização desses protetores auditivos durante todo o tempo de exposição ao som alto e fique atento aos limites dessa exposição, além de fazer uma boa hidratação.
  • Respeite o período de repouso do organismo. O sistema auditivo, de forma geral, precisa de 14 horas de repouso depois de exposição a ruídos muito altos.
  • Se sentir qualquer alteração na audição ou a presença de zumbidos, procure orientação médica imediatamente, pois quanto antes for detectado o problema, a chance de tratamento e cura são maiores e mais eficazes.

Consultoria AUDICARE e Katya Freire, fonoaudióloga

Leia também: 

ASSINE NOSSA NEWSLETTER

Ao assinar nossa newsletter, você concorda com os termos de uso do site.