Anvisa suspende o anticoncepcional Sistema Essure: entenda o motivo

O anticoncepcional Sistema Essure foi proibido pela Anvisa. De acordo com a vigilância, ele pode causar efeitos colaterais graves ao corpo da mulher

None
Foto: reprodução

por Redação Alto Astral
Publicado em 21/02/2017 às 15:48
Atualizado às 13:30

COMPARTILHEShare to WhatsappShare to FacebookShare to LinkedinShare to TwitterShare to Pinteres

A Agência de Vigilância Sanitária (Anvisa) determinou a suspensão do anticoncepcional Sistema Essurena últimasegunda-feira (20.02).  A partir de relatórios técnicos-científicos, o órgão do governo revelou que o contraceptivo pode provocar vários sintomas ou reações agravantes, como sangramento menstrual, gravidez indesejada, perfurações e migração do dispositivo que podem gerar dores crônicas, alergia, sensibilidade ou reações do tipo imune. Por esses motivos foi considerado um risco à saúde.

Com esse relatório, o produto registrado pela empresa Commed Produtos Hospitalares e fabricado pelo grupo Bayer, fica proibido de exportar, distribuir e comercializar o produto em território nacional.

Entenda como funcionava o método:

Sobre a segurança do produto

De acordo com a VEJA, a assessoria de imprensa da Commed informou estar surpreendida com a decisão da Anvisa, já que o contraceptivo foi aprovado no ano de 2009 e teve vários estudos de segurança comprovados. Agora, a empresa – junto às autoridades – analisam os motivos que levaram à suspensão do produto.

LEIA TAMBÉM

ASSINE NOSSA NEWSLETTER

Ao assinar nossa newsletter, você concorda com os termos de uso do site.