ESTILO DE VIDA

Antibióticos: 5 respostas para sanar suas dúvidas sobre o tema

Os antibióticos agem contra bactérias nocivas ao organismo e só podem ser vendidos com prescrição médica. Tire suas dúvidas sobre essa classe de remédios.

None
Foto iStock.com/Getty Images

por Redação Alto Astral
Publicado em 03/10/2016 às 18:20
Atualizado às 20:57

COMPARTILHEShare to WhatsappShare to FacebookShare to LinkedinShare to TwitterShare to Pinteres

Na pele, na boca ou no intestino, milhões de bactérias habitam e têm ação positiva sobre o corpo humano. Porém, outras milhares são nocivas ao organismo. É nessa hora que entram em ação os antibióticos. Tire suas dúvidas sobre o assunto!

remédios

Foto iStock.com/Getty Images

1 – Quando deve ser receitado?

Antibiótico é um termo genérico referente ao grupo de remédios usados para combater bactérias. “Por causa da semelhança com sintomas de infecções bacterianas, infelizmente, outros quadros clínicos, como infecções virais e até mesmo quadros alérgicos respiratórios, acabam sendo tratados com antibióticos”, diz o clínico geral intensivista Luís Fernando Correia.

2 – Um mesmo antibiótico serve para combater a mesma bactéria?

Não. Existem diversos tipos desse medicamento e cada um é receitado conforme a patologia diagnosticada. “Os efeitos são diversos e a escolha do antibiótico deve ser feita após a identificação do tipo de bactéria envolvida na infecção que se quer tratar”, explica Luís Fernando.

3 – Antibióticos anulam o efeito do anticoncepcional?

“Existem registros de inteferência entre antibióticos do tipo rifampicina e os contraceptivos orais, que podem ter sua eficácia comprometida”, explica o clínico. Reações adversas provocadas pelo antibiótico, como diarreia e vômitos, também podem atrapalhar a absorção das pílulas e seu funcionamento. Portanto, nessas situações, deve-se combinar o anticoncepcional com outro método contraceptivo de barreira, como a camisinha.

Leia também:

4 – O que acontece quando não se toma o remédio conforme as orientações médicas?

O tratamento com antibióticos precisa ser feito com exatidão e pontualidade. “Não cumprir o tempo adequado de ingestão do medicamento ou não respeitar o horário de sua administração pode levar ao surgimento de bactérias resistentes àquele tratamento, tornando mais difícil o combate daqueles germes”, alerta Luís Fernando.

5 – Se tomado por muito tempo faz mal?

Como qualquer medicamento, o antibiótico pode causar efeitos colaterais, e seus benefícios devem ser maiores do que as eventuais reações. “Se tomado sem orientação médica e em excesso, pode desequilibrar a flora bacteriana intestinal, levando à problemas no funcionamento do tubo digestivo, por exemplo”, adverte o especialista.