De onde vem o amor e atração por outra pessoa?

Saiba de onde surgem sentimentos e sensações como amor e atração por outra pessoa? Acredite: é uma explicação bem complexa!

None
(Foto: Reprodução/Pexels)

por Redação Alto Astral
Publicado em 12/07/2017 às 22:00
Atualizado às 12:18

COMPARTILHEShare to WhatsappShare to FacebookShare to LinkedinShare to TwitterShare to Pinteres

Coração batendo forte que até parece sair pela boca, mãos suadas e adrenalina. Não conseguir pensar direito e nem encontrar as palavras, ficar com o rosto vermelho… Tudo isso são sintomas de paixão! Se os sinais aparecem no corpo é porque surge de algum lugar dele, certo? Mas de onde vem o amor e atração por alguém? Como pode um sentimento forte desses surgir tão de repente?

As origens do amor e atração

Muitos pesquisadores buscam explicações para essa atração que surge entre dois indivíduos. Apesar de diversos hormônios estarem presentes e agindo ao mesmo tempo para gerar o sentimento de paixão, como adrenalina, ocitocina, dopamina e serotonina (que são responsáveis pela felicidade e agitação), o ponto de partida ainda permanece como um enigma difícil de ser decifrado.

“Nos humanos, ainda não foram identificados quais são os feromônios responsáveis pela atração física. Além disso, é desconhecida a região exata do cérebro capaz de reconhecer e realizar a sinalização necessária para produção de hormônios e a liberação de neurotransmissores responsáveis pela paixão”, explicam Michelle Lima, Tatiani Bellettini e Francielle Mina, doutorandas no laboratório de neurociências da Universidade do Extremo Sul Catarinense.

Para tentar explicar essa atração, existe a aposta de que, além de questões pessoais, haja outros motivos que levam à paixão, como o instinto de preservação da espécie que faz o humano querer procriar. Outra teoria indicada por Michelle, Tatiani e Francielle, é considerar a relação do chamado feromônios. “São sinais químicos, liberados por muitos animais, que regulam a produção de hormônios, não só sexuais, mas também os que controlam o estado emocional e o humor. Essas mensagens químicas seriam reconhecidas na forma de odores, mesmo imperceptíveis”, complementam. Contudo, não há nenhuma evidência científica que comprove esse tipo de ocorrência nos seres humanos.

Na imagem, o casal está na beira do mar se beijando, ela com um vestido vermelho e ele com roupa branca no por do sol. Amor e atração.

Amor e atração: é só uma questão de hormônios? Como explicar? (Foto: Reprodução/Pexels)

Amor ou dependência?

O amor, a atração física, a vontade de estar juntos é uma boa sensação, gera felicidade quando é correspondida. Mas esse sentimento pode sair do controle fazendo a pessoa se sentir dependente daquele relacionamento e querer dominar a outra pessoa. “O amor pode ocasionar um estado similar ao vício gerado pelo consumo de substâncias em abuso. Algumas semelhanças são euforia, desejo desenfreado e impulsividade na presença do seu amor”.

O amor tem que ser leve, prazeroso para as duas pessoas envolvidas, deve ter carinho, respeito e confiança. Quando esse sentimento assume um lugar de obsessão é hora de repensar. Relacionamento abusivo não faz bem para a saúde e para a relação, se chegar ao ponto de perseguição e agressão física ou moral, é hora de procurar ajuda jurídica e denunciar a pessoa. Já aqueles que têm esses sentimentos, saibam que é um problema psicológico e o melhor a se fazer é procurar um especialista capacitado.

LEIA TAMBÉM

Texto: Vitor Manfio/Colaborador; Victor Santos | Edição: Camila Ramos | Consultorias: Francielle Mina, bióloga; Michelle Lima Garcez, farmacêutica; Tatiani Bellettini, bióloga, doutorandas no Laboratório de neurociências da Universidade do Extremo Sul Catarinense, em Criciúma (SC); Horacio Gomes Pereira Filho, cardiologista da a+ Medicina Diagnóstica.