ESTILO DE VIDA

Amar novamente: quando é o momento certo de recomeçar?

Voltar amar pode ser difícil, ainda mais depois de um relacionamento longo. Porém, é importante você se dar outra chance. Confira dicas de uma especialista!

None
Foto: iStock.com/Getty Images

por Redação Alto Astral
Publicado em 09/12/2016 às 12:57
Atualizado às 14:19

COMPARTILHEShare to WhatsappShare to FacebookShare to LinkedinShare to TwitterShare to Pinteres

Você se sente sozinha, mas tem medo de recomeçar sua vida amorosa? Depois de um péssimo relacionamento está sendo difícil voltar confiar em alguém? Seu companheiro faleceu e você não sabe como se envolver com outra pessoa? Especialista ensina e da para você amar novamente!

casal

Foto: iStock.com/Getty Images

Quando recomeçar

“É importante viver o período do luto, que inclui não só a morte do companheiro, mas também da separação e do divórcio. É preciso entender que o sofrimento ensina mais do que o sucesso e te prepara para amar novamente”, afirma Heloísa Yoshida, psicóloga e terapeuta de casal e família. No entanto, ela reforça que não há um tempo certo para superar e recomeçar: “para alguns, esse luto pode levar um ano, para outros alguns meses. Tudo vai depender da crença, da ideologia, da visão do mundo de cada um e da maneira como se coloca no mundo”, avalia.

E o passado?

Há quem não consiga se desligar do que construiu ao lado do ex. “Não adianta a mulher ficar vivendo no passado porque perde metade da vida. O que é preciso ser feito é viver o presente e agradecer ao passado, para não ficar sem o futuro”, alerta a terapeuta. “A vida é bem melhor aproveitada hoje. As coisas precisam acontecer e, por isso, é importante viver o presente, curtir o agora, para assim ter o amanhã”, complementa.

Ficar, namorar, casar?

Está em dúvida sobre que rumo tomar agora que está solteira novamente? “Você tem que deixar o corpo falar e a relação evoluir. Cada relacionamento é vivido de uma forma diferente”, aconselha. Não sofra antecipadamente e deixe o tempo cuidar de tudo. “Se esse caso vai evoluir de um ficar para namorar, depois morar junto, casar, só o tempo vai dizer. As pessoas é que precisam administrar as suas relações”, continua.

mulher dando a chave para ex namorado

Foto: iStock.com/Getty Images

Solteira: bom ou mais ou menos?

“Vejo mais como desvantagem. Se você teve um relacionamento logo, os filhos já saíram de casa e tomaram rumo da vida, por que não retomar a vida?”, questiona Heloísa. “Você vai viver na solidão, sem ter alguém para compartilhar a vida ou quer a opção de um amigo com relacionamento íntimo? Dessa forma, você se sabota e sofre. É uma solteirice pautada pelo luto, deixando, assim, de amar e ver a vida colorida”, complementa.

Leia também: 

Sem ciúme do passado

Um dos erros fatais na reconstrução da vida amorosa é fazer comparações com o passado, o que leva à insegurança, ao ciúme, às brigas… “Quando isso acontece é porque a pessoa tem baixa autoestima e não sabe o lugar que ocupa na vida do outro. Não tem como apagar tudo da vida desse casal que esteve junto por 10 ou 20 anos e tiveram filhos. É preciso entender que isso faz parte do passado”, afirma.

Consultoria Heloísa Yoshida, psicóloga e terapeuta de casal e família