ESTILO DE VIDA

Qual a importância da amamentação e por quanto tempo amamentar?

O leite materno oferece tudo que o bebê precisa e é capaz de prevenir diversas doenças. Confira a importância da amamentação e até que idade amamentar.

None
Foto Shutterstock.com

por Redação Alto Astral
Publicado em 18/08/2016 às 19:56
Atualizado às 21:00

COMPARTILHEShare to WhatsappShare to FacebookShare to LinkedinShare to TwitterShare to Pinteres

O leite da mãe é um alimento completo que garante o crescimento e desenvolvimento saudável, é de fácil digestão, diminui o risco de desenvolver diabetes, hipertensão, doenças do coração e obesidade na vida adulta, reduz a incidência e gravidade de diarreia, infecção respiratória, otite (inflamação no ouvido), colites e alergias e é essencial para o amadurecimento da função oral (fala e mastigação). A seguir, saiba um pouco mais sobre esse momento único na vida da mãe.

mulher amamentando

Foto Shutterstock.com

Tipos de aleitamento materno

  • Exclusivo: até os 6 meses, quando a criança recebe somente o leite materno – diretamente da mama ou extraído – e nenhum outro alimento líquido ou sólido.
  • Predominante: a partir dos 5 a 6 meses, quando a criança recebe o leite materno, água ou bebidas à base de água (sucos de frutas ou chás), assim como o início das papinhas salgadas.

Duração da amamentação

A recomendação é o aleitamento materno exclusivo até os 6 meses e, a partir desta idade, deve ocorrer a introdução de alimentos complementares, mantendo-se a amamentação até 18 ou 24 meses.

Saiba mais:

Confira alguns vilões na alimentação das crianças

Tira-dúvidas: 11 dúvidas sobre bebês recém-nascidos

Má alimentação durante a gravidez: você sabia que afeta o bebê?

Refluxo

É importante diferenciar o que é regurgitação (fisiológico, que acontece após as mamadas) e o que é refluxo (este desencadeia mal-estar, náuseas, desconforto e choro ao mamar). Deve-se observar os sintomas e sinais que o bebê dá durante e após as mamadas e monitorar o crescimento e o aumento de peso adequado da criança. Lembrando que, durante a amamentação, a mãe deve ter tranquilidade e manter o bebê em posição mais levantada, para não agravar o distúrbio.

Texto Isabelle Hoffmann