Alongamento: quais os benefícios desse hábito?

Você sabia que o alongamento prepara os músculos para o exercício e evita que o corpo sofra lesões? Confira outros benefícios dessa prática!

None
Foto: iStock.com/Getty Images

por Redação Alto Astral
Publicado em 06/02/2017 às 13:07
Atualizado às 13:22

COMPARTILHEShare to WhatsappShare to FacebookShare to LinkedinShare to TwitterShare to Pinteres

Deite-se no chão, mantendo as costas totalmente apoiadas. Deixe uma das pernas flexionadas e, com a ajuda das mãos, eleve a outra perna em direção à cabeça. Vá até o seu limite. Troque a perna e repita o movimento. Você sabia que o alongamento é tão importante quanto o próprio exercício? Então, saiba qual é a maneira correta de se alongar antes da caminhada e evite diversos problemas.

alongamento-beneficios-caminhada

Foto: iStock.com/Getty Images

10 motivos para fazer alongamento

1. A atividade ajuda a diminuir o estresse e a ansiedade

2. Facilita a liberação do hormônio do bem-estar, a serotonina, combatendo o cansaço

3. Cada 30 minutos de alongamento queimam cerca de 200 calorias

4. Garante mais flexibilidade ao corpo, favorecendo a realização de atividades aeróbicas

5. Ajuda a corrigir problemas de postura

6. Melhora o desempenho em outras atividades físicas

7. Contribui para regularizar os níveis de açúcar no sangue

8. Não possui contraindicação, podendo ser feito em casa

9. Antes do exercício físico, o alongamento prepara músculos e tendões para o esforço

10. Após as atividades, promove relaxamento muscular e alivia possíveis dores

Principais alongamentos

É importante lembrar que cada série deve ser feita por 30 segundos apenas e com a postura correta. A seguir, confira algumas sequências que trazem benefícios para o corpo!

1.  Deixe as pernas paralelas e semiflexionadas. Eleve o braço na altura do peito e pressione o cotovelo em direção ao corpo. Faça o mesmo procedimento com o outro braço.

2. Em pé, com as pernas semiflexionadas, puxe a cabeça com uma das mãos até sentir uma leve pressão na lateral. Repita o movimento, puxando a cabeça para o outro lado.

3. Deixe as pernas semiflexionadas e coloque uma das mãos na cintura. Levante o outro braço, apontando a mão para cima, e incline-se para a lateral. Troque de braço e repita a sequência.

4. Abras as pernas e deixe uma delas esticada para trás. A outra perna vai servir de apoio e deve ficar flexionada na frente, formando um ângulo de 90º. Durante o alongamento, mantenha as mãos e o pé de apoio totalmente encostados no solo. Faça o mesmo com a perna oposta.

5. Sentada, deixe os cotovelos apoiados no chão e flexione uma das pernas para trás, com o peito do pé virado para baixo. Mantenha a outra perna flexionada na frente e, se sentir algum incômodo no pescoço, deixe-o relaxado para trás. Faça o mesmo com a outra perna.

6. Deite-se no chão, mantendo as costas totalmente apoiadas. Deixe uma das pernas flexionadas e, com a ajuda das mãos, eleve a outra perna em direção à cabeça. Vá até o seu limite. Troque a perna e repita o movimento.

Texto: Jaqueline Lopes

Consultoria: Marcio Scomparim, gerente-técnico de academia; Maurício e Daniel Cossa, especialistas do Bspace; Rodrigo de Oliveira Silva, professor de academia

LEIA TAMBÉM:

ASSINE NOSSA NEWSLETTER

Ao assinar nossa newsletter, você concorda com os termos de uso do site.