8 alimentos poderosos para deixar as saladas mais nutritivas!

Existem várias opções de verduras disponíveis para deixar a salada ainda mais saborosa e saudável. Conheça os benefícios de cada um deles!

None
FOTO: Shutterstock

por Redação Alto Astral
Publicado em 17/11/2016 às 12:08
Atualizado às 12:00

COMPARTILHEShare to WhatsappShare to FacebookShare to LinkedinShare to TwitterShare to Pinteres

As saladas são importantes para o organismo, uma vez que fornecem diversos nutrientes e minerais, contribuindo para o bem-estar. E é justamente por isso que acrescentar verduras e legumes ao cardápio do dia a dia pode garantir maior qualidade de vida. “O que devemos ter é o hábito de consumir saladas sempre, para a vida toda”, ensina Juliana Castelli, nutricionista. Porém, é fundamental que as pessoas saibam que a variedade ajuda, e muito, na hora de conquistar mais benefícios, ou seja, comer apenas a clássica combinação de alface e tomate não é suficiente para suprir as necessidades do organismo. Então, que tal também apostar em outros alimentos?

salada

FOTO: Shutterstock

1. Agrião

Ele é ligeiramente amargo, mas é capaz de oferecer um sabor interessante e uma textura contrastante, principalmente quando adicionado à salada de alface. “O agrião também está entre os mais nutritivos, pois 1 xícara (chá) contém apenas 5 calorias, mas proporciona 1,5mg de betacaroteno (substância com poder antioxidante), 15mg de vitamina C, 60mg de cálcio e 0,5mg de ferro”, informa Castelli.

2. Repolho

É considerada uma ótima fonte de vitamina C e oferece quantidades significativas de glutamina, um aminoácido que tem propriedades anti-inflamatórias. “Uma das minhas saladas preferidas é a de repolho e cenoura. É super-refrescante, ainda mais se deixarmos na geladeira. Vai bem tanto nas refeições, como no lanche da tarde, acrescentada a lanches feitos em casa”, aconselha Juliana.

repolho-salada

Foto: iStock.com/Getty Images

3. Rúcula

Apresenta um sabor picante e apimentado, sendo que pode ser considerada uma das verduras mais nutritivas dentre todas as usadas em saladas. Conforme ensina Juliana, 1 xícara (chá) tem somente 2mg de betacaroteno, 45mg de vitamina C, 150mg de cálcio e 0,5mg de ferro. E o melhor de tudo para quem deseja perder peso: tudo isso em uma porção com apenas 12 calorias.

4. Cebola

Juntamente com a cebolinha, o alho e o alho-poró, a cebola possui propriedades derivadas de seus compostos sulfúreos, capazes de reduzir os efeitos de nitrosaminas e compostos N-nitrosos, altamente cancerígenos, que se formam na preparação de carnes cozidas em altas temperaturas. “Estudos epidemiológicos mostram redução de câncer de próstata, prevenção de trombose e diminuição da pressão arterial sanguínea no consumo dos compostos sulfúreos. A cebola contém um fitoquímico (alicina), que, além de ser responsável pelo odor característico, inibe o desenvolvimento de bactérias, destrói fungos, estimula o fluxo das enzimas digestivas e elimina toxinas”, informa Greice Caroline Baggio, nutricionista.

berinjela-salada

Foto: Shutterstock

5. Berinjela

Ela é um alimento rico em fibras e pobre em calorias e contém antocianina em sua composição (um antioxidante que previne danos aos vasos sanguíneos), porém seu consumo para redução do colesterol é assunto controverso cientificamente.

6. Pimentão

É possível encontrar esse alimento em três tipos de cores: vermelho, verde e amarelo. Todos eles oferecem benefícios à saúde (como a existência de fibras) e são fontes de poucas calorias. “São ricos em vitamina C (em especial o amarelo) e betacaroteno (vermelho). Contêm bioflavonoides e ácidos fenólicos, pigmentos vegetais que fornecem proteção contra o câncer”, justifica Greice.

acelga-salada

Foto: Shutterstock

7. Acelga

Fonte de vitamina K e E, além de ferro, magnésio, fósforo e potássio, torna-se uma boa escolha para incrementar as saladas do dia a dia. Também possui substâncias com poder antioxidante, colaborando para a redução do risco de doenças cardíacas e alguns tipos de câncer.

8. Escarola

Rica em fibras, a raiz dessa verdura possui inulina, substância capaz de estimular a produção de bactérias benéficas ao organismo humano. Além disso, também contém vitaminas C e E (antioxidantes), cálcio, potássio, fósforo e ferro.

Texto: Larissa Tomazini
Consultoria: Juliana Castelli e Greice Caroline Baggio, nutricionistas

LEIA MAIS

ASSINE NOSSA NEWSLETTER

Ao assinar nossa newsletter, você concorda com os termos de uso do site.