Alimentos para os idosos: saiba como comer bem após os 60 anos

Conheça nove alimentos recomendados para os idosos com propriedades que protegem a saúde do organismo e favorecem a longevidade!

None
Foto: Shutterstock

por Redação Alto Astral
Publicado em 28/11/2020 às 11:00
Atualizado às 11:00

COMPARTILHEShare to WhatsappShare to FacebookShare to LinkedinShare to TwitterShare to Pinteres

À medida que envelhecemos, a alimentação balanceada se torna ainda mais importante para manter a saúde do organismo em dia. Diante da exposição e suscetibilidade a problemas físicos e mentais, apostar em alimentos para idosos como forma de prevenir doenças e suas complicações é um caminho natural e favorável para atingir a longevidade.

“Consumir alimentos de forma equilibrada pode fazer a diferença a longo prazo. Distribuir, por exemplo, a ingestão de carne vermelha por 2 ou 3 vezes na semana, sempre preparando uma salada, com legumes e verduras, ajudará em problemas comuns em pessoas da idade avançada. A mesma ideia vale para as frutas e sucos naturais”, explica a nutricionista Paula Galhardo.

A seguir, a profissional lista alguns dos alimentos essenciais para aqueles que já passaram dos 60 anos e prezam por uma vida mais saudável, com a imunidade lá em cima e o organismo funcionando corretamente.

Saiba quais são os alimentos essenciais no dia a dia dos idosos

Alimentos para os idosos: saiba como comer bem após os 60 anos
Foto: Shutterstock

Brócolis

O vegetal é rico em ferro, ácido fólico, vitaminas A e C. Além disso, também é uma importante fonte de cálcio, um nutriente essencial para os idosos, podendo prevenir alterações celulares que podem se tornar cancerígenas. Comer brócolis regularmente melhora o sistema imune, alivia a prisão de ventre e é bom para quem tem problemas cardiovasculares ou inflamatórios, como artrite ou tendinite.

Gengibre

A raiz, caracterizada por seus efeitos terapêuticos, pode ser consumida em forma de chá ou como aditivo de sucos detox. Dentre as propriedades medicinais estão a melhora da náusea, enjoos e vertigem. Também entra para a lista de alimentos para idosos como um poderoso anti-inflamatório, sendo indicado em dores articulares e artrite. Para completar, é um excelente estimulante do sistema imunológico, no combate a gripes e resfriados.

Peixe

No que se refere às vitaminas, possui altas concentrações das lipossolúveis, como a vitamina A. “São ricos em aminoácidos essenciais, substâncias não produzidas pelo nosso organismo”, conta a nutricionista. Sem falar que são fonte de vitaminas hidrossolúveis, a exemplo da niacina, necessária para a liberação de energia, e do ácido pantotênico, essencial no metabolismo de proteínas, carboidratos e gorduras. Algumas opções de sucesso são o atum, salmão e arenque.

Couve

Ela é muito rica em vitaminas, minerais e fibras, o que faz da couve um alimento completo! Apesar disso, o seu verdadeiro trunfo na alimentação dos idosos é a alta quantidade de cálcio, capaz de proteger a saúde óssea, assim como o leite. O suco dessa folha é uma boa pedida, já que traz todos os benefícios do alimento em um único copo, cheio de praticidade.

Leites e derivados

Por serem ricos em cálcio e proteínas, contribuem para a saúde dos ossos, ao funcionamento do sistema cardiovascular e o controle da pressão arterial. Vale destacar que a melhor opção é consumir o leite na forma desnatada. Quanto aos derivados, a recomendação é ingerir queijo minas, iogurte e manteiga.

Linhaça

Sua grande quantidade de fibras, ajuda no bom funcionamento do intestino. “Por ter a presença de lignanas em sua composição, as fibras formam um gel quando consumidas, aumentando a saciedade”, explica a profissional. Suas propriedades são ideais para as mulheres que sofrem com alguns sintomas persistentes da menopausa.

Feijão

Rico em ferro, esse grão ajuda em quadros de anemia, cansaço, dores de cabeça e problemas cognitivos. Por também melhorar o abastecimento de massa magra no organismo, graças à sua alta quantidade de proteína, o feijão é essencial na lista de alimentos para idosos que têm perda muscular.

Carnes vermelhas

O consumo de carne vermelha é defendido para todas as idades, uma vez que é garante a absorção de zinco, mineral que fortalece o sistema imunológico e beneficia a cicatrização. Aposte nos cortes magros, para não ingerir gordura demais, e dê preferência para o consumo durante o almoço.

Laranja

A fruta é fonte de vitamina C, que funciona como antioxidante barrando algumas doenças, como resfriados e tumores e melhorando o sistema imunológico. Ela ainda é rica em fibras e potássio – a primeira ajuda o intestino funcionar com regularidade e o segundo auxilia no controle da pressão arterial.

Consultoria: Paula Galhardo, nutricionista | Texto: Vítor Ferreira | Edição: Milena Garcia

Leia também:

ASSINE NOSSA NEWSLETTER

Ao assinar nossa newsletter, você concorda com os termos de uso do site.