Alimentação saudável para os filhos nem sempre é fácil, mas não desista!

Você está lutando para conseguir uma alimentação saudável para os filhos? Não desista, recomendam os pesquisadores. Um estudo feitos nos Estados Unidos analisou a aprendizagem alimentar das crianças e separou estratégias para os pais tornarem suas refeições saudáveis, confira!

None
Verduras, frutas e legumes muitas vezes não são bem aceitos entre as crianças. FOTO: Shutterstock.com

por Redação Alto Astral
Publicado em 04/03/2018 às 11:00
Atualizado às 11:00

COMPARTILHEShare to WhatsappShare to FacebookShare to LinkedinShare to TwitterShare to Pinteres

Muitas vezes os pais têm dificuldade em conseguir uma alimentação saudável para os filhos. Analisar como as crianças lidam com as preferências alimentares, desde o início da vida, pode ajudar a promover uma melhor aceitação à comidas saudáveis, de acordo com um estudo de Stephanie Anzman-Frasca, professora assistente do Departamento de Pediatria da Universidade de Buffalo, EUA. Segundo ela, o objetivo era revisar a literatura, a fim de fazer recomendações aos pais e cuidadores sobre como incentivar melhores refeições para as crianças, começando o mais cedo possível. Confira abaixo essas dicas!

Desde a barriga!

Alimentação saudável para os filhos começa antes do nascimento

Sim, é verdade que o que a mãe come durante a gravidez influencia no bebê, não só na sua saúde, mas como no paladar. FOTO: Shutterstock.com

Tudo começa com uma alimentação que reforce a saúde durante a gravidez! Os sabores da dieta da mãe afetam o bebê ainda no útero. Então, se a mãe tem uma dieta saudável, o feto é exposto a esses sabores, fazendo com que o bebê seja inclinado a apreciá-los com mais facilidade. “Após o nascimento, se a mãe amamentar, o bebê também se beneficia da exposição ao sabor do leite materno. Estas exposições iniciais familiarizam o bebê com sabores específicos, bem como a experiência de variedade e preparam o cenário para a aceitação posterior dos sabores ​​dos alimentos sólidos saudáveis”, explica o pediatra e homeopataMoises Chencinski.

Método da repetição

Mesmo depois da fase de introdução alimentar, expor repetidamente as crianças a pratos que rejeitaram anteriormente, pode ajudá-las a aceitar e gostar dessas comidas. “O método de repetir a exposição da criança aos alimentos saudáveis ​​tem uma sólida base de evidências científicas por trás disso. Há muitos estudos com crianças, em idade pré-escolar, que começam não gostando de abóbora, por exemplo, mas, depois de cinco a seis sessões (podendo chegar a 10 a 15), onde esse alimento é oferecido repetidamente, elas acabam gostando”, orienta o pediatra Moises Chencinski.

Mais dicas!

Alimentação saudável para os filhos: uma estratégia é a compensação por comer comidas nutritivas!

Introduzir as crianças a novos sabores, antes dos dois anos, é uma boa dica para uma alimentação saudável. FOTO: Shutterstock.com

  1. Varie os alimentos durante o pré-natal e aproveite o período antes dos dois anos, em que a rejeição às coisas novas é menor, para apresentar novos sabores;
  2. Se o método de repetição não estiver sendo 100% eficaz, recompensar a ingestão de alimentos saudáveis pode funcionar em algumas situações;
  3. Tentar sempre fazer as refeições acompanhadas de bebidas saudáveis, assim a criança estará sempre exposta a esses itens.

Texto: Redação Alto Astral/Colaboradora | Consultoria: Moises Chencinski, pediatra e homeopata; Stephanie Anzman-Frasca, professora assistente do Departamento de Pediatria da Universidade de Buffalo, EUA

LEIA TAMBÉM: