Alho-poró enriquece as refeições e favorece a saúde

Com propriedades nutritivas semelhantes às do alho e da cebola, porém com sabor mais suave, o alho-poró deveria ser mais aproveitado na culinária.

None
Foto: Reprodução

por Redação Alto Astral
Publicado em 01/12/2016 às 10:33
Atualizado às 12:51

COMPARTILHEShare to WhatsappShare to FacebookShare to LinkedinShare to TwitterShare to Pinteres

Com propriedades nutritivas semelhantes às do alho e da cebola, porém com sabor mais suave, o alho-poró deveria ser mais aproveitado na culinária. Então, você vai conhecer todos os benefícios que esse alimento oferece à saúde e entender os motivos de incluí-lo ao cardápio diário!

alho-poro-caixa-madeira

Foto: Shutterstock

Poder antioxidante

“O termo antioxidante é usado para denominar uma função de proteção celular contra os efeitos danosos dos radicais livres, responsáveis pela ocorrência de processos degenerativos do organismo”, explica a nutricionista Vanessa Minossi. Entre os antioxidantes do alho-poró, estão a vitamina C, a vitamina E e a alicina, que reduzem a oxidação do colesterol e o envelhecimento da pele. “A alicina protege de doenças inflamatórias e cardiovasculares e é a substância que dá o aroma característico do alho e do alho-poró”, acrescenta a nutricionista Greice Caroline Baggio.

Vitaminado

Enquanto a vitamina C participa da produção de colágeno (proteína que dá elasticidade à pele), as vitaminas do complexo B agem no sistema nervoso, colaborando para o seu perfeito funcionamento.

alho-poro-cortado-tabua-faca-laranja

Foto: Reprodução

Versátil

Por ter sabor marcante, serve para temperar pratos. “Para quem precisa diminuir a pressão arterial e reduzir o consumo de sal, o alho-poró é um ótimo substituto”, indica Vanessa. Pode fazer parte dos ingredientes no preparo de caldo de legumes caseiro e rende receitas saudáveis e deliciosas. “É ótimo para recheio de tortas, cremes, caldos, conservas, suflês, sopas, pratos principais com molho, risotos, peixes e carnes”, completa Vanessa. Quando não for utilizado cru, é preciso que o cozimento seja rápido, para que o vegetal não perca sua textura, nem seu sabor.

Quem não pode comer alho-poró?

“É contraindicado na lactação, ou seja, quando a mulher está amamentando, pois pode causar cólicas no bebê. Também não é recomendado para pessoas que tenham úlceras, gastrites e outros problemas estomacais”, avisa Vanessa.

Texto Redação Alto Astral

Consultoria Greice Caroline Baggio e Vanessa Minossi, nutricionistas

LEIA TAMBÉM: