Alergia alimentar: descubra mais sobre o problema!

A alergia alimentar pode apresentar sintomas graves, caso não seja tratada. Amendoim, leite e crustáceos são alguns dos alimentos que mais causam alergias.

None
FOTO: Shutterstock Images

por Redação Alto Astral
Publicado em 02/08/2016 às 19:33
Atualizado às 21:02

COMPARTILHEShare to WhatsappShare to FacebookShare to LinkedinShare to TwitterShare to Pinteres

É muito comum as pessoas reclamarem de mal-estar e alegarem que foi porque comeram uma coisa que não fez bem. Isso acontece porque, às vezes, a comida não desce direito e a digestão fica complicada. Ocorrem ainda situações como a intoxicação ou a alergia alimentar.

Algumas frutas podem causar alergia alimentar

FOTO: Shutterstock Images

Por que a alergia acontece?

O intestino é a região do corpo que conta com o maior e mais importante sistema imunológico. Cerca de 80% de todas as reações imunológicas do nosso organismo se iniciam nesse órgão. Isso porque diversos elementos são capazes de comprometer a parede intestinal, como toxinas do meio ambiente, micro-organismos, estresse e medicamentos.

Porém, em algumas situações, certos alimentos são erroneamente identificados como ameaça, e começa uma reação indesejável contra eles. “A alergia alimentar é uma resposta imediata do organismo a determinado alimento”, explica a nutróloga Alice Amaral, “Por sua vez, os sintomas da hipersensibilidade são tardios, e o paciente não consegue relacionar um alimento a um sintoma ou sinal, continuando a ingeri-lo”, diz a profissional.

SAIBA MAIS:

E quando o seu bichinho de estimação causa reações alérgicas?

Glúten pode comprometer a saúde da tireoide

Evite problemas respiratórios e alérgicos no frio

Tipos mais comuns

A lista a seguir reúne os alimentos que mais causam alergia às pessoas. Mas é importante fixar que a alergia é algo pessoal, ou seja, varia de acordo com cada organismo.

Amendoim: ainda que não seja do conhecimento de tantas pessoas, a alergia ao amendoim é algo comum. “Ele contém grande quantidade de proteínas alergênicas, além da aflatoxina”, comenta a nutróloga. As reações alérgicas ao amendoim apresentam como sintomas vermelhidão, coceira, inchaço, náusea, falta de ar, desmaio e choque anafilático.

Leite: repleto de substâncias benéficas para a saúde, como cálcio, potássio, vitaminas, proteínas e a própria água – que ajuda na hidratação -, o leite também consiste em um dos mais problemáticos alimentos para algumas pessoas, pois contém lactose, um açúcar que não é digerido por intolerantes à substância.

O leite é um dos alimentos que mais causam alergia alimentar

FOTO: Shutterstock Images

Crustáceos: no caso dessa alergia, o mais comum é a pessoa apresentar reações a todos os frutos do mar, como lagosta, caranguejo, siri e camarão. Os sintomas mais comuns são urticária e os angioedemas, que nada mais são do que um inchaço que atinge camadas mais profundas da pele. Porém, a asma e até o choque anafilático também podem aparecer nesses casos.

Glúten: ele é uma proteína que resulta da fusão da gliadina com a gluteína, e está presente em alimentos como farinha de trigo, aveia, centeio, cevada e malte – é por isso o grande número de alérgicos a esses itens, que são ingredientes de pratos como massas, pizzas, bolos, pães, biscoitos, cerveja, uísque, vodka e alguns doces.

Texto Victor Santos

Consultoria Alice Amaral, nutróloga

ASSINE NOSSA NEWSLETTER

Ao assinar nossa newsletter, você concorda com os termos de uso do site.