ESTILO DE VIDA

Seu filho tem alergia alimentar? Veja dicas para protegê-lo!

As crises de alergia alimentar são sérias - especialmente em crianças. Por isso, é importante que todos que convivem com seu filho saibam os riscos!

None

por Redação Alto Astral
Publicado em 26/09/2016 às 20:06
Atualizado às 20:57

COMPARTILHEShare to WhatsappShare to FacebookShare to LinkedinShare to TwitterShare to Pinteres

Alergia alimentar não é apenas uma indisposição após comer. Quem possui, ao ingerir certos alimentos, apresenta um ou mais sintomas gerais de alergias como vermelhidão e inchaço ou sintomas gastrointestinais, como diarreia, queimação de estômago e o não ganho de peso ou crescimento, no caso das crianças. Por isso, é importante manter os pequenos longes das substâncias que eles têm alergia. Confira dicas de como protegê-los!

menino olhando para pão que está com correntes

Foto iStock.com/Getty Images

Proteja seu filho

  • Sempre leia rótulos quando for comprar produtos alimentícios e de higiene;
  • Ligue no SAC para ter certeza que aquele produto não contém o alérgeno que seu filho não pode ter contato;
  • Quando comer fora, pergunte sobre a maneira como é feito o prato e sempre alerte o restaurante com frases como “é alergia, é sério, preciso saber se não tem mesmo tal ingrediente”;
  • Conte para todas as pessoas próximas e para as que têm contato com a criança sobre a alergia para entenderem a gravidade e não ter o risco de oferecerem algo que ela não possa consumir;
  • Tenha conversas rotineiras com pessoas próximas e que têm contato com a criança, como em creches ou escolinhas, sobre a alergia para que “não caia em esquecimento”;
  • Participe de grupos que possam dar informações e ajudar com dicas;
  • Não tenha medo ou vergonha de dizer que o seu filho é alérgico;
  • Muitas pessoas acharão que é frescura, por isso é importante mostrar que está bem informado, que é algo sério e deve ser respeitado;
  • Tenha uma rede de apoio de médicos (gastroenterologista, nutricionista e alergologista) que possam orientar você da melhor maneira possível.

Leia também:

Consultoria Gilberto Kocerginsky, médico ortomolecular; Ericka Cavalheiro, pediatra