ESTILO DE VIDA

Afta: confira o que é, suas causas e o que fazer para se livrar delas!

A afta é um problema comum, surge como um pequeno machucado na boca e pode ser resultado de alterações hormonais ou de uma alimentação muito ácida

None
A afta surge, geralmente, em lugares como dentro da boca, língua e gengiva. FOTO: iStock.com/Getty Images

por Redação Alto Astral
Publicado em 30/07/2017 às 17:00
Atualizado às 17:00

COMPARTILHEShare to WhatsappShare to FacebookShare to LinkedinShare to TwitterShare to Pinteres

Elas são incomodas e, geralmente, surgem sempre que come-se algo ácido. Você já sabe do que estou falando? Pois é, a afta. É possível que os aspectos hormonais estejam relacionados ao fato de que as mulheres sofrem mais com as aftas, problema bucal que atinge de 10 a 30% da população em todas as idades. Confira as principais informações sobre esse mal tão comum:

Características

*As aftas são úlceras dolorosas da mucosa da boca, que podem ser múltiplas ou aparecer sozinhas.

*Elas se apresentam como lesões vermelhas com o centro branco.

* Entre os sintomas mais comuns estão ardência, coceira e formigamento no local atingido.

* Machucados provocados pela mordida das bochechas ou pelos ferros dos aparelhos dentários, por exemplo, não podem ser considerados como aftas.

* Existem dois tipos de aftas: as menores (com tamanho inferior a 1cm), que ocorrem em 80% dos casos e cicatrizam de 7 a 14 dias; e as maiores (de 1 a 3cm), que demoram um pouco mais para desaparecer e, nesse caso, elas devem ser cuidadosamente examinadas por um especialista.

Causas

* As razões para o surgimento da afta ainda são desconhecidas,  mas é possível que ela seja provocada por células do sistema imunológico.

* As lesões na boca podem ainda estar relacionadas à predisposição genética, à influência hormonal ou a fatores alérgicos, por exemplo.

* É importante não confundir a afta com machucados parecidos que acompanham algumas doenças crônicas. Na dúvida, um médico deve ser sempre consultado.

As aftas costumam sumir dentro de uma ou duas semanas.

As aftas costumam sumir dentro de uma ou duas semanas. FOTO: iStock

Prevenção

* Como ainda existem dúvidas sobre as causas do problema, não há uma forma de preveni-lo

* Embora faltem evidências científicas, alguns alimentos podem ter efeito irritante ou ocasionar hipersensibilidade, sendo considerados fatores que favorecem o surgimento de aftas

* Dessa forma, vale evitar produtos ácidos, picantes, condimentados ou gordurosos em excesso. Também é recomendado não ingerir alimentos muito quentes, o que pode piorar o desconforto

Tratamento

* As aftas podem desaparecer sozinhas

* Entretanto, alguns estudos mostram que o uso de corticoide tópico (próprio para mucosa orabase) diminui a dor e o tempo de cicatrização

* Outros medicamentos antissépticos e anestésicos tópicos, antibióticos, vitaminas ou mesmo imunossupressores, nos casos mais graves, também podem ser utilizados

* Uma pesquisa demonstrou que pacientes com aftas recorrentes, diagnosticados com a bactéria Helicobacter pylori no estômago, apresentaram redução das aftas e do tempo de cicatrização quando a bactéria foi tratada

* Mas, algumas medidas caseiras também podem ajudar. É o caso, por exemplo, da alcalinização da boca através de bochechos com bicarbonato de sódio ou antiácidos, que podem aliviar a dor

Texto: Redação Alto Astral | Consultoria: Maria de Lourdes Teixeira da Silva, gastroenterologista

LEIA TAMBÉM: