Vá de adoçante: descubra qual o melhor tipo para a perda de peso!

O açúcar em excesso causa muitos danos ao organismo. Por isso, o adoçante ganhou força na dieta e pode te ajudar a perder peso comendo doce! Confira.

None
Foto: Shutterstock

por Redação Alto Astral
Publicado em 26/01/2017 às 19:35
Atualizado às 12:39

COMPARTILHEShare to WhatsappShare to FacebookShare to LinkedinShare to TwitterShare to Pinteres

Que ele é uma delícia, ninguém pode negar. Porém, o açúcar é um verdadeiro vilão quando o assunto é a perda de peso. Refinado, cristal ou mascavo têm, praticamente, a mesma quantidade de calorias: 30g possui o equivalente a uma média de 120kcal. Por isso, os adoçantes podem ser certeiros na luta contra a balança e ainda deixar aquela sobremesa com gostinho de quero mais. Quer saber qual o melhor tipo entre tantas opções? Acompanhe o guia e tire todas as dúvidas!

Será que vale apostar?

A substituição do açúcar pelo adoçante colabora na perda do peso sim, já que eles possuem baixos valores calóricos. Os compostos de edulcorantes, substâncias responsáveis pelo sabor doce, dão aquela ajudinha durante a dieta. Porém, nada de exageros! “Recentes estudos indicam que o adoçante em excesso causa os mesmos efeitos que o açúcar, ou seja, engordam, pois estimulam a insulina”, orienta o médico e nutrólogo Mohamad Barakat, de São Paulo. Segundo o profissional, o corpo humano não diferencia o adoçante do açúcar, o que estimula a insulina, causando depósito de gordura corporal, além de poder causar compulsão por carboidratos. E para quem quer emagrecer não basta só trocar o açúcar pelo adoçante, pois é preciso uma reeducação alimentar e mudança no estilo de vida. “É um grupo de ações que devem ser inseridas na vida da pessoa para que possa gerar o emagrecimento”, indica. Exercícios físicos e boa alimentação não devem ficar de fora.

Mão de homem colocando açúcar em um copo de chá

Foto: Shutterstock.com

Frutose

Ele é natural e pode ser encontrado nas frutas e no mel. Porém, por conter calorias, a frutose eleva os níveis de açúcar no sangue e, por isso, diabéticos devem utilizá-lo com moderação. Uma das suas vantagens é que, apesar de ter calorias, tem sabor parecido ao da sacarose, encontrada no açúcar. Quantidade: 1/2 colher (sopa) possui 4 calorias.

Sorbitol

Assim como a frutose, também é encontrado em algumas frutas como na ameixa, cereja, maçã e pêssego. Por ser calórico – fornece cerca de 4 calorias por grama – não é indicado para pacientes obesos e diabéticos, já que se transforma em frutose no organismo. Resiste ao calor e cozimento, sendo mais encontrado em produtos industrializados como chicletes e balas.

Aspartame

Descoberto em 1965, o aspartame adoça 200 vezes mais que o açúcar e possui o sabor semelhante ao açúcar branco. É utilizado, principalmente, em refrigerantes diet e é sensível ao calor e ao longo período de armazenamento. Mas atenção: o aspartame, composto de aminoácidos fenilalanina e ácido aspártico é contraindicado a portadores de fenilcetonúria, uma doença genética caracterizada pela ausência da enzima fenilalanina, que causa o retardamento mental. Quantidade: 24mg possui 4 calorias.

Mulher colocando açúcar em uma xícara branca

Foto: iStock.com/Getty Images

Esteviosideo

É extraído da planta Stevia Rebaudiana, nativa da América do Sul. Além de ser bom para o emagrecimento, já que não possui calorias, a Stévia é excelente para a saúde: é diurética, controla a pressão arterial e os níveis de açúcar no sangue. Como o seu sabor não é alterado com o aquecimento, pode ser utilizado em chás e outras bebidas quentes. Pode ser encontrado em forma de adoçante ou na sua forma pura.

Ciclamato de sódio

Apesar de ter sido descoberto em 1939, ele só entrou no mercado na década de 50 e hoje é utilizado não só como adoçante doméstico, mas como industrializado. Pode ser encontrado em sorvetes, gelatinas e geleias. É contraindicado a hipertensos e não possui calorias.

Sucralose

É extraído da cana de açúcar e modificado artificialmente para não ser absorvido pelo organismo humano, ou seja, é eliminado na urina em menos de 24 horas. É resistente à altas temperaturas e ao longo período de armazenamento. Não possui calorias.

Sacarina

Este foi o primeiro adoçante descoberto, em 1878, e tem o poder de adoçar 300 vezes mais que o açúcar refinado. Ele se dissolve facilmente e pode ser aquecido e utilizado para adoçar chás, sendo também encontrado em refrigerantes zero e alguns remédios. Por conter sódio em sua composição, não é indicado a pessoas que sofrem com pressão alta. A boa notícia é que ele não possui calorias.

Texto: Amanda Araújo/Colaboradora

LEIA TAMBÉM