ESTILO DE VIDA

Acne: saiba o que é mito e o que é verdade sobre o tema

A acne é uma doença inflamatória da pele. Existem inúmeras informações a respeito do problema, mas como saber o que é verdade ou não? Confira!

None
Foto iStock.com/Getty Images

por Redação Alto Astral
Publicado em 19/10/2016 às 19:37
Atualizado às 20:54

COMPARTILHEShare to WhatsappShare to FacebookShare to LinkedinShare to TwitterShare to Pinteres

A acne é uma doença inflamatória da pele. Ela atinge principalmente os adolescentes, mas não se restringe à eles. Existem inúmeras informações a respeito do problema, mas como saber o que é verdade ou não? Confira!

mulher com espinhas segurando uma máscara

Foto iStock.com/Getty Images

1 Chocolate e outros alimentos gordurosos causam espinhas

Verdade. Evite também pão e batata. Dê preferência aos cereais e feijões, que ajudam a impedir o aparecimento das espinhas.

2 Lavar o rosto várias vezes ao dia pode evitar a acne

Mito. Isso pode, inclusive, desencadear o aumento da oleosidade da pele. Portanto, lave o rosto duas vezes ao dia, no máximo.

3 Espremer as espinhas ajuda a acabar com a inflamação

Mito. É erradíssimo, pois colabora para disseminar a inflamação ainda mais e pode gerar cicatrizes por lesar a pele.

4 Menstruação causa acne

Verdade. Pela influência dos hormônios, pode ocorrer uma piora da acne nos dias que antecedem o período.

Leia também:

5 O sol piora a acne

Verdade. Apesar de ter algum efeito cicatrizante, o sol pode provocar a elevação da produção de sebo, além de ser a principal causa de envelhecimento precoce e do câncer de pele.

6 Cicatriz de acne não tem cura

Mito. Existem recursos para tratamento de cicatrizes, como o uso do laser. Esses procedimentos devem ser realizados por um médico dermatologista experiente.

Qualquer creme ou gel antiacne resolve o problema

Mito. O uso de produtos oleosos não adequados agrava as acnes ou promove o seu aparecimento. São indicados géis com ácidos salicílico, retinoico e glicólico. Para a limpeza, use sabonetes desengordurantes, mas não em excesso.