Sem abuso! Fortalecer a autoestima pode ser o segredo para aprender a dizer não

Tanto para se livrar dos abuso, como visando evitar pessoas com potencial para isso, é preciso algo que só pode ser encontrado dentro de si

None
Foto: Reprodução/Pixabay

por Redação Alto Astral
Publicado em 11/05/2017 às 19:45
Atualizado às 19:45

COMPARTILHEShare to WhatsappShare to FacebookShare to LinkedinShare to TwitterShare to Pinteres

No famoso poema de Luís de Camões, o amor é descrito como fogo, que arde sem se ver; uma ferida que dói e não se sente; um contentamento descontente; dor que desatina sem doer. Porém, se as comparações feitas pelo escritor português forem desaparecendo de seus sentimentos, dando lugar a um descontentamento nada contente, motivado por um controle ou manipulação de seu parceiro, chegando até mesmo a causar feridas que doem e ferem bastante, física ou mentalmente, você precisa saber que é vítima de um relacionamento abusivo, no qual tudo é oposto ao amor.

É abuso!

O abuso em um relacionamento está relacionado ao fato de um dos lados da relação ter mais “poder” sobre o outro. Somente por isso já é possível notar o problema: bons relacionamentos não devem ter concentração de poder, mas sim confiança, amizade e respeito. Já os abusivos são sustentados por violência, seja ela emocional, física ou psicológica.

Não é incomum que relacionamentos abusivos terminem até mesmo em assassinatos. Isso pode ser observado no número de mulheres, principais vítimas desse tipo de relação, mortas nos últimos anos. Ele é um dos principais fatores causadores do feminicídio, o qual possui no Brasil a alarmante taxa de 4,8 mulheres assassinadas a cada 100 mil (dados de 2016).

mulher salta uma rocha

Foto: Ed Gregory/stokpic

A força da autoestima

Os relacionamentos abusivos causam estragos profundos, que provocam dificuldades em começar outro relacionamento quando a vítima se livra do abusador. Mas tanto para se livrar dos problemas provocados por essa situação, como visando evitar pessoas com potencial de abuso, é preciso algo que a pessoa só vai encontrar dentro de si: amor próprio.

É importante saber que amor próprio (ou autoestima) nada tem a ver com egoísmo. Na verdade, as principais características são autovalorização e autoaceitação, além de reconhecimento dos próprios limites, sabendo distinguir investimento afetivo de pagar qualquer preço para ficar com o outro. “Um indivíduo psíquica e emocionalmente saudável não se permite viver relações abusivas. Ter autoconhecimento, equilíbrio, segurança e lucidez simplesmente são a vacina que evita pessoas tóxicas”, destaca a psicóloga Simone Miranda Rosa.

Para tanto, é necessário se reconhecer vítima de um relacionamento abusivo, buscar ajuda – se não de familiares ou amigos, da Justiça – e desenvolver novamente seu amor próprio, pois ele será importante para te fortalecer para dizer não e dar a volta por cima.

LEIA TAMBÉM

ASSINE NOSSA NEWSLETTER

Ao assinar nossa newsletter, você concorda com os termos de uso do site.