Abacaxi e gengibre ajudam a desintoxicar o organismo

O abacaxi e o gengibre possuem ação antioxidante, ajudando a desintoxicar o organismo. Além disso, melhoram a cicatrização e auxiliam na digestão.

None
Foto: Shutterstock

por Redação Alto Astral
Publicado em 07/12/2016 às 10:00
Atualizado às 12:54

COMPARTILHEShare to WhatsappShare to FacebookShare to LinkedinShare to TwitterShare to Pinteres

Tanto a fruta quanto a raiz (abacaxi e gengibre) são alimentos que garantem diversos benefícios para a saúde, quando consumidos dentro de uma dieta rica em nutrientes essenciais. Se forem combinados com a prática de exercícios físicos regulares melhor ainda. Isso porque eles têm o poder de auxiliar na perda do peso, aumentar a imunidade do organismo e combater doenças respiratórias, além de proteger a garganta.

foto com suco de abacaxi e gengibre

Foto: Shutterstock.com

O rei das frutas

Não é só por sua aparência imponente que o abacaxi está entre as frutas que mais trazem vantagens ao organismo. Em sua composição estão presentes minerais importantes, como o cálcio, o magnésio, o potássio e vitaminas A, B1, C e D. Além disso, a fruta é rica em fibras, responsáveis por aumentar o bolo fecal e estimular a melhora do trânsito intestinal.

Raiz versátil

O gengibre possui propriedades medicinais que combatem enjoos e náuseas, melhorando o funcionamento do sistema cardiovascular ao reduzir os níveis de colesterol ruim (LDL) no sangue. Além disso, é anti-inflamatório e ajuda na manutenção da saúde intestinal. A raiz também é um excelente estimulante do sistema imunológico, auxiliando no combate a gripes e resfriados. E suas vantagens não param por ai: é aliada das dietas de emagrecimento, por ser um alimento termogênico, como explica a terapeuta homeopata Eliete Fagundes: “a principal substância presente no gengibre é a zingiberina, que eleva a temperatura corporal e provoca hiperatividade celular e estimulando a maior queima energética”.

LEIA TAMBÉM:

Consultoria: Daniela Jobst, nutricionista; Karolinne Hartung, nutricionista; Eliete Fagundes, terapeuta homeopata e coordenadora do curso tradicional de Formação em Ciência da Homeopatia do Instituto Tecnológico Hahnemann

Texto: Redação Alto Astral