ESTILO DE VIDA

6 versões de chocolate para inserir na dieta

Não é fácil resistir a um chocolate, mas existem alternativas mais saudáveis que as versões ao leite ou mais incrementadas. Conheça algumas!

None
Foto: iStock/GettyImages

por Redação Alto Astral
Publicado em 01/08/2016 às 12:11
Atualizado às 14:19

COMPARTILHEShare to WhatsappShare to FacebookShare to LinkedinShare to TwitterShare to Pinteres

1. Light

O chocolate contém algum nutriente (gordura, açúcar ou outro) em menor quantidade, diminuindo o teor calórico. Assim como a versão diet, é importante ficar atenta ao rótulo para perceber se a diminuição de um nutriente resulta no aumento de outro, prejudicando sua dieta e saúde.

2. Sem glúten

O chocolate em si não tem glúten, mas sua manipulação pode ser contaminada pela proteína presente em alguns cereais (centeio, cevada, triticale, trigo, etc). No rótulo dos produtos sem glúten é possível visualizar a isenção da proteína.

Vários pedaços de chocolate sobre a mesa

Foto: iStock/GettyImages

3. Proteico (com Whey Protein)

Este tipo de chocolate sacia o apetite, em comparação aos tradicionais, e ainda incrementa o aporte proteico do dia”, explica a nutricionista. Mas fique de olho no rótulo, pois, muitas vezes, eles têm uma quantidade grande de gorduras, o que acaba anulando seus efeitos positivos.

VEJA TAMBÉM:

5 alimentos sem glúten para colocar na dieta

Como seriam as embalagens se as calorias fossem realmente expostas

Transforme alimentos calóricos em opções mais saudáveis

4. Amargo

Sua fabricação é feita com cacau torrado, pouca adição de açúcar e nada de leite. “É considerado um dos mais benéficos à saúde, já que é rico em flavonoides, substâncias que agem melhorando a circulação”, explica Paula. Quanto maior o percentual de cacau, como o de 90%, menos calórico e mais saudável o chocolate é!

5. Sem lactose

É indicado para quem tem alergia à lactose, um carboidrato presente no leite. “Em geral, o leite é substituído pelo leite de soja, ou algum outro isento de lactose”, revela Paula.

6. Alfarroba

Não é chocolate, mas tem o mesmo gosto, textura e aparência. É utilizado como substituto do cacau. “Os produtos feitos com alfarroba normalmente não possuem glúten, lactose e cafeína, e são ricos em vitaminas e minerais”, esclarece Paula Castilho, nutricionista.

Texto: Bruna Giorgi | Consultoria: Paula Castilho, nutricionista