Sofre com inchaço? Confira 6 explicações para a retenção de líquido!

Muitas vezes a retenção de líquido chega sem avisar e fica a dúvida sobre quais as suas razões. É fácil eliminar esse incômodo com pequenas atitudes do dia a dia

None
Foto: Shutterstock.com

por Redação Alto Astral
Publicado em 25/08/2016 às 17:50
Atualizado às 12:34

COMPARTILHEShare to WhatsappShare to FacebookShare to LinkedinShare to TwitterShare to Pinteres

Muitas mulheres sofrem com o corpo inchado e a retenção de líquido, sem se quer saber os motivos. Descubra abaixo algumas razões desse incômodo e fique mais leve com pequenas mudanças no dia a dia.

Retenção de líquido: entenda os motivos e acabe com esse desconforto!

Foto: Shutterstock.com

1. Mastigação

Mastigar pouco os alimentos, ou muito rapidamente, causa dilatação e inchaço abdominal. Consequentemente, a vilã chamada retenção de líquido ataca novamente e isso acaba dificultando o trânsito no sistema digestivo e aumentando a ingestão de alimentos. O cérebro precisa de 20 minutos para liberar os hormônios responsáveis pela saciedade, por isso, procure comer devagar.

SAIBA MAIS

5 dicas valiosas para acabar com a sensação de inchaço! 

Inchaço facial: você sabe por que ele ocorre? 

Confira os top 10 alimentos que combatem o inchaço

2. Salto alto

E até mesmo o salto baixo pode causar inchaço por causa da panturrilha, que fica contraída e compromete a circulação no local.

3. Flatulência

“O acúmulo de gases causa desconforto, distensãoabdominal e inchaço, além de aumentar a barriguinha”, explica Tatiana Cunha, médica endocrinologista, de São Paulo.

4. Gordura localizada

As mulheres têm uma tendência, chamada de obesidade genoide, a acumular gordura na parte inferior do corpo, como glúteos e coxas, contribuindo para a retenção de líquido.

5. Calor

O aumento da temperatura provoca a dilatação dos vasos sanguíneos, dificultando o retorno venoso. Mas isso é facilmente amenizado com o aumento da ingestão de água.

6. Tensão

O inchaço costuma ser mais frequente nelas por causa das alterações metabólicas e hormonais que acontecem nos períodos pré-menstrual e menstrual.

FIQUE MAIS LEVE

• Beba bastante água: a recomendação diária é de pelo menos dois litros.

• Coma mais fibras: elas dão a sensação de saciedade e diminuem a absorção de gorduras e açúcares pelo organismo.

• Diminua o sal: ele é o maior responsável pela retenção de líquidos.

• Evite carboidratos simples: como massas, pães, bolachas e doces feitos com farinha branca, que favorecem o ganho de peso.

• Coma devagar e em pequenas quantidades: comer muito dilata o estômago, causando desconforto gástrico e dificultando a digestão. Por isso, o melhor é fazer pequenas refeições ao longo do dia, a cada três horas.

• Evite bebidas alcoólicas: além de calóricas, elas têm ausência de nutrientes e incham o abdome com facilidade.

Texto: Júlia Prado e Marina Fornasier/Colaboradora | Consultoria: Tatiana Cunha, médica endocrinologista de São Paulo, www.tatianacunha.com.br