5 motivos para incluir a batata-doce na sua alimentação

Saiba quais os principais motivos para inserir a batata-doce na sua alimentação e ter uma rotina mais saudável e saborosa!

None
Foto: iStock.com/Getty Images

por Redação Alto Astral
Publicado em 09/02/2017 às 13:31
Atualizado às 13:24

COMPARTILHEShare to WhatsappShare to FacebookShare to LinkedinShare to TwitterShare to Pinteres

Quem está de dieta precisa cortar o carboidrato? Para emagrecer tem que passar fome? Todo doce é um vilão da boa forma? Errado, errado e errado. Os especialistas mostram que é possível secar as gordurinhas sem sofrimento. Basta criar bons hábitos alimentares no dia a dia, investir na prática de uma atividade física que traga prazer e, claro, contar com a ajudinha de alguns alimentos que são amigos de uma vida saudável e equilibrada, como a batata-doce! Contamos para você as razões pelas quais ela não deve ficar de fora do seu cardápio!

batata-doce-alimento-beneficios

Foto: iStock.com/Getty Images

1. Mil e uma combinações

“A batata-doce é muito versátil e podemos incluí-la em doces, sopas e salgados. E, assim, variar a alimentação para não enjoar”, considera Maiara Fidalgo, nutricionista da clínica Fluyr Saudável, de São Paulo. Ela também pode vir combinada a diferentes alimentos, que garantem um maior consumo de nutrientes, vitaminas e minerais.

2. Docinho saudável!

Por ser rica em diversos nutrientes, como a vitamina A, do complexo B e C, além de sais minerais, como cálcio, ferro, potássio, fósforo e betacaroteno, a batata-doce sempre será benéfica para o consumo, mesmo entre diabéticos que, em geral, têm medo desse alimento por conta de seu sabor adocicado. “Mas gra- ças ao seu teor de fibras pode ser consumida com moderação e associada a outros alimentos, como folhosos e fontes de vitamina C”, ressalta a nutricionista Brigitte Olichon.

3. Carboidrato do bem

Fonte de carboidrato complexo, a batata-doce fornece a energia de que o corpo precisa para funcionar e ainda garante as fibras alimentares que prolongam a saciedade. “O organismo leva mais tempo para digeri-la e, por isso, ela libera o carboidrato por mais tempo no sangue, porém em menor quantidade, sem ter picos de insulina”, afirma o nutricionista esportivo Ricardo Zanuto.

4. Sem excessos

O tubérculo está entre os carboidratos de baixo índice glicêmico, o que significa que ele vai liberando glicose (açúcar) de maneira gradual, fazendo com que o corpo se sinta saciado por mais tempo e, principalmente, evitando os picos de glicemia no sangue, que está relacionado, entre outros fatores, ao desenvolvimento de diabetes e ao “estoque” de gordura.

5. Organismo equilibrado

Organismo em equilíbrio Você já ouviu falar em amido resistente? É um tipo de carboidrato que não é digerido pelo organismo e ainda contribui para a manutenção da flora intestinal. “Seu efeito é similar ao das fibras alimentares, pois gera uma maior saciedade, o que  contribui para o emagrecimento dentro do contexto de alimentação saudável”, explica Maiara Fidalgo. A batatadoce é fonte desse nutriente, que também tem sido associado a reduções nos níveis de colesterol e de triglicerídios.

Texto: Redação Alto Astral

Consultoria: Brigitte Olichon e Maiara Fidalgo, nutricionistas; Ricardo Zanuto, especialista em fisiologia humana, biofísica educação física, nutrição esportiva e clínica.

LEIA TAMBÉM:

ASSINE NOSSA NEWSLETTER

Ao assinar nossa newsletter, você concorda com os termos de uso do site.