ESTILO DE VIDA

5 maneiras simples e funcionais para tratar a virose!

Está cansada do mal-estar causado pela virose? Saiba o que fazer para tratar virose, aliviar os sintomas e ter uma recuperação mais rápida

None
Foto: Istock

por Redação Alto Astral
Publicado em 21/01/2019 às 12:00
Atualizado às 17:11

COMPARTILHEShare to WhatsappShare to FacebookShare to LinkedinShare to TwitterShare to Pinteres

A virosedeixa o corpo fraco devido à perda de nutrientes durante o período em que o organismo está com a imunidade baixa. Por isso, se sua intenção é descobrir como tratar virose, é preciso ter em mente que uma das principais medidas é o controle dos sintomas gastrointestinais, como o vômito e a diarreia, que deixam o corpo ainda mais debilitado.

Veja algumas dicas simples e funcionais para tratar virose recorrendo à alimentação:

1. Hidrate-se

Beba muito liquído para repor perdas decorrentes dos vômitos e diarreias. Recomenda-se o consumo de água de coco, por ser rica em potássio, e de bebidas isotônicas. Porém, evite oferecer isotônicos para crianças menores de 5 anos.

Foto: iStock.com/Getty Images

Foto: iStock.com/Getty Images

2. Aposte nas fibras

“Deve-se preferir alimentos que sejam fontes de fibras solúveis, pois eles podem auxiliar no controle do trânsito intestinal pela viscosidade que proporcionam. Outra vantagem é que esse tipo de fibra pode atuar como prebiótico (não digerível), contribuindo para manutenção da integridade da mucosa intestinal”, afirma Daniele Miksza, professora do curso de Nutrição da Unopar. São exemplos desses alimentos: maçã, banana, pêssego e morango.

3. Reter para melhorar

Consuma vegetais obstipantes, conhecidos pela sua capacidade de prender o intestino, como cenoura, batata e chuchu.

4. Nada de gordura

Prefira carnes magras e sem excesso gordura, como o frango sem pele e peixe, principalmente, assadas e cozidas, para facilitar a digestão e evitar desconforto gastrointestinal.

5. Mais energia

Foto: iStock.com/Getty Images

Foto: iStock.com/Getty Images

“Dê preferência ao consumo de carboidratos como batata, pão, bolacha salgada, aipim, polenta e torradas, pois, além de representarem as principais fontes energéticas presentes nas grandes refeições, são de fácil digestão e absorção”, explica a professora.

Diga não!

De acordo com Daniele Miksza, alguns alimentos não devem ser ingeridos, pois podem provocar irritações gastrointestinais. São eles: alimentos constituídos de açúcares simples, como doces, balas, refrigerantes e sucos artificiais; leite e seus derivados; cafeína e alimentos ricos em enxofre, como agrião, alho, brócolis, batata-doce e cebola.

Texto: Redação Alto Astral

Consultoria:  Daniele Miksza, professora do curso de Nutrição da Unopar

LEIA TAMBÉM: