5 estudos reveladores sobre o diabetes

Conheça cinco novidades para controlar o diabetes de forma simples!

None
FOTO: Shutterstock

por Redação Alto Astral
Publicado em 25/10/2016 às 20:03
Atualizado às 11:49

COMPARTILHEShare to WhatsappShare to FacebookShare to LinkedinShare to TwitterShare to Pinteres

Conhecer 5 estudos reveladores sobre o diabetes  é uma boa maneira de aumentar as chances de controlar o problema. Nessa matéria você fica sabendo de alguns estudos que fizeram a taxa de glicose no sangue diminuir!

xícara de café

FOTO: Shutterstock

Café reduz o risco

Um artigo do European Journal of Nutrition divulgou estudos de pesquisadores do Departamento de Epidemiologia e Estatísticas de Saúde da Universidade de Qingdao, na China, dizendo que pessoas que bebiam café e cafeína, especialmente mulheres, estavam menos propensas a desenvolver diabetes tipo 2. Para duas xícaras diárias (100ml), as chances de ter diabetes diminuíram em 12%. Os pesquisadores constataram que os participantes que beberam bem mais café tiveram cerca de 30% menos probabilidade de desenvolver a doença do que aqueles que beberam menos.

Músculos amortecem diabetes

Praticar exercícios, além de emagrecer, também ajuda a se livrar do diabetes. Foi o que uma pesquisa da Faculdade de Medicina de Harvard, nos Estados Unidos, verificou nos estudos com cerca de 100 mil enfermeiras durante oito anos. No final, cerca de 3.400 estavam com diabetes tipo 2. Porém, eles perceberam que enfermeiras que apenas praticavam exercícios de resistência, mesmo que de menor intensidade, como ioga, tiveram menos chances de estar nesse grupo. As mulheres que faziam mais de 150 minutos por semana de qualquer exercício tinham cerca de 40% menos chance de desenvolver diabetes do que as que não se exercitavam.

Tecnologia para saúde

Para facilitar o tratamento, principalmente do diabetes tipo 1, em que ocorrem aplicações de insulina diariamente, médicos de Santa Catarina pretendem desenvolver um sensor de glicemia que envia informações para smartphones de usuários. Fábio Copette, endocrinologista e diretor de desenvolvimento do projeto, explica que o diferencial está no envio dos dados registrados pelo sensor para o cálculo de insulina em um aplicativo. O app gratuito Minsulin (minsulin.com.br) já está disponível para iOS e a versão para Android está em desenvolvimento. O sensor tem previsão de venda para dois anos.

Flavonoides do bem

Alguns alimentos ricos em flavonas e ancitocinas foram constatados como benéficos para proteger contra o diabetes tipo 2. De acordo com uma pesquisa da Universidade de East Anglia, no Reino Unido, e do Kings College, de Londres, as pessoas que consumiam muitos alimentos ricos em flavonoides apresentaram menor resistência à insulina, sofreram menos inflamação crônica e melhoraram os níveis de uma proteína que ajuda a regular processos metabólicos, efeitos que reduzem os riscos. Portanto, para prevenir, invista em alimentos como ervas, legumes, salsa, tomilho, aipo, frutas vermelhas, vinho, vegetais de cor azulada, uva, soja, maçã e cebola.

800 calorias

Seguir uma dieta de poucas calorias, aprovada pelos médicos, durantes dois meses, pode derrotar o diabetes. O médico e pesquisador Roy Taylor, da Universidade de Newcastle, nos Estados Unidos, criador da Dieta de 800 calorias, afirma que desse modo é possível queimar a gordura em torno dos órgãos vitais, como o pâncreas e o fígado. Os participantes da pesquisa consumiram apenas 800 calorias por dia e substituíram as refeições por shakes e sopas de legumes. Os níveis de gordura no pâncreas voltaram ao normal e o órgão foi capaz de bombear a insulina para normalizar os níveis de açúcar no sangue.

LEIA MAIS:

ASSINE NOSSA NEWSLETTER

Ao assinar nossa newsletter, você concorda com os termos de uso do site.