ESTILO DE VIDA

Os 4 problemas mais comuns que acometem a visão

Os olhos são sensíveis e, por isso, merecem atenção especial. Confira quais são os 4 problemas mais comuns de visão e como se prevenir.

None
Foto Shutterstock.com

por Redação Alto Astral
Publicado em 26/08/2016 às 19:20
Atualizado às 20:59

COMPARTILHEShare to WhatsappShare to FacebookShare to LinkedinShare to TwitterShare to Pinteres

Os olhos merecem cuidado especial, pois são sensíveis. Por isso, faça uma visita ao oftalmologista sempre que surgirem dúvidas ou algum sintoma. Um simples check-up pode prevenir doenças e manter a visão sempre saudável. A seguir, confira 4 problemas comuns de visão, tratamento e prevenção de cada um.

mulher tapando os olhos com uma mão

Foto Shutterstock.com

Glaucoma

“Doença progressiva que acomete o nervo óptico. Existem vários tipos de glaucoma e o mais comum é o crônico simples, que tem como fatores de risco a pressão intraocular elevada, a genética (pacientes com parentes de primeiro grau com a doença), raça negra e miopia”, revela a oftalmologista.
Principais sintomas: o tipo mais comum é assintomático. “Todos devem ir ao oftalmologista para medir a pressão dos olhos”, recomenda. Em estágio avançado, há perda de visão periférica
Tratamento: com colírios usados diariamente e, dependendo do tipo e da gravidade, é necessário tratamento com laser ou cirurgia.
Prevenção: a única forma de prevenir os danos é consultar o médico regularmente (1 vez por ano).

Conjuntivite

“É uma inflamação da conjuntiva, membrana fina e transparente que envolve a parte branca do olho. Pode ter causa infecciosa (bacteriana ou viral), alérgica ou tóxica (por contato com agente tóxico, como colírio, fumaça ou maquiagem)”, explica a oftalmologista Franciele Vegini.
Principais sintomas: olhos vermelhos e lacrimejantes, secreção, dores, inchaço nas pálpebras, visão borrada, irritação e intolerância à luz.
Tratamento: com colírios que devem ser receitados pelo médico, já que existe um específico para cada causa.
Prevenção: evite contato com a pessoa contaminada, não leve as mãos aos olhos e higienize muito bem mãos e olhos.

Terçol

Inflamação das glândulas sebáceas das bordas das pálpebras, na maioria das vezes causada por bactérias. Quando o micro-organismo invade a glândula, as células de defesa tentam combatê-lo, criando o pus, que se acumula no local, causando inchaço.
Principais sintomas: vermelhidão, dor, calor e irritação na borda da pálpebra (inferior ou superior).
Tratamento:  tende a desaparecer espontaneamente em 3 dias. Se o problema persistir, é preciso procurar um oftalmologista. Para aliviar os sintomas, faça compressas com gaze e água morna filtrada ou fervida
Prevenção: manter mãos e rosto sempre limpos e evitar levar as mãos aos olhos.

Saiba mais:

Chegou aos 40? Dê atenção especial aos olhos!

Estresse causa reações por todo o corpo. Veja os principais sintomas!

Saiba mais sobre o inconsciente

Catarata

“É a opacificação do cristalino − a lente dos nossos olhos. A principal causa é o envelhecimento, mas diabetes, trauma ocular, medicações (cortisona, amiodarona, etc.) e inflamações intraoculares também podem levar ao problema”, explica a especialista.
Principais sintomas: embaçamento progressivo da visão. Em alguns casos, aumenta a miopia. Percepção das cores alteradas (para mais amarelados) e visão noturna prejudicada.
Tratamento: com cirurgia, em que a catarata é aspirada por meio de um ultrassom e uma lente é implantada no olho.
Prevenção: não existe forma comprovada de prevenção da catarata relacionada à idade. Tabagismo e ingestão excessiva de álcool favorecem o problema.

Consultoria Franciele Vegini, oftalmologista, especialista em glaucoma pela USP (Universidade de São Paulo)